Ciencia e tecnologia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 13 (3088 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 15 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
1. INDICE
1 INTRODUÇÃO 2
1.1 Generalidades 2
1.2 Problema e justificação 3
1.3 Objectivos 3
1.3.1 Objectivo Geral 3
1.3.2 Objectivos Específicos 3
2 Metodologias 4
3 REVISÃO BIBLIOGRÁFICA 5
3.1 Importância da qualidade de água para agricultura 5
3.2 Salinização dos solos 6
3.2.1 Efeitos da salinidade no crescimento das plantas 6
3.2.2 Efeito da salinidade norendimento das culturas 7
3.2.3 Soluções dos problemas de salinidade 7
3.3 Técnicas para recuperação de solos com problemas de salinidade 8
3.3.1 Lavagem 8
3.3.2 Melhoramento químico 8
3.3.3 Drenagem 8
3.3.4 Nivelamento 8
3.3.5 Aracção profunda 9
3.3.6 Subsolagem 9
3.3.7 Inversão de perfis 9
3.3.8 Aplicação de resíduos orgânicos 9
3.3.9 Cultivos de elevadaevapotranspiração 9
3.3.10 Recuperação de solos salinos 10
4 CONSIDERAÇÕES FINAIS 11
4.1 Recomendações 11
5 BIBLIOGRAFIA 12
6 ANEXO 13



INTRODUÇÃO


1 Generalidades

A progressiva escassez de água tem como consequência o inevitável uso de águas salinas no regadio. Esta situação acarreta riscos acrescidos de acumulação de sais na zona das raízes e consequentes decréscimosde produção das culturas e da fertilidade do solo (II congresso de rega e drenagem, 2007).

Na zona sul, em que a precipitação é baixa e variável, a rega é necessária para a obtenção de níveis de produção sustentáveis. A drenagem eficiente é também uma condição prioritária para evitar a acumulação de sais no solo.

Os efeitos dos sais nas culturas influenciam o seu desenvolvimento eprodução. Os sais afectam também algumas propriedades físico-químicas do solo, condicionando a utilização do solo como meio para o cultivo. O excesso de sódio (Na) e o pH muito elevado, presentes em águas de rega salinas, promovem a expansão e/ou a dispersão da argila alterando a geometria dos poros do solo, a permeabilidade intrínseca do solo, a retenção de água e a produtividade da cultura.

Deacordo com a FAO, as plantas variam a sua tolerância aos sais e muitas são suficientemente tolerantes, após a germinação, conseguindo-se níveis de produção aceitáveis quando regadas com águas salinas. A cultura de milho mantém estes níveis, até a um limiar em que a condutividade eléctrica do extracto de saturação do solo na zona das raízes atinge 1,7 dS m-1. Acima deste valor limite, os decréscimosnas produções ocorrem de modo directamente proporcional aos acréscimos de salinidade (relação linear), a uma taxa expressa pelo declive da recta, em que por cada dS m-1 de aumento da condutividade eléctrica do extracto de saturação poderá ocorrer um decréscimo de 12 % na produção (FAO, 1998).

Neste contexto irrigação é mais um instrumento do maneio agrícola, que ao lado das demais práticas,integra um conjunto de actividades que têm por objectivo o aumento da produção e assegurar as condições ideais para o desenvolvimento das culturas.



2 Problema e justificação

O Regadio do Chókwè localiza-se no distrito de Chókwè, província de Gaza à 200 km, a norte de Maputo, na margem direita do rio Limpopo, entre 40 e 100 km em linha recta a noroeste da cidade de Xai-Xai (Konstapel,1981). Portanto, o processo de salinização dos solos têm vindo a agravar de ano para ano, afectando em grande medida as camadas superficiais, e como consequência os solos tornam-se improdutivos. O processo de salinização dos solos do regadio de Chókwè cria de certa forma condições de incertezas na produção agrícola por parte dos agricultores, o que leva ao abandono de extensas áreas, elevando-seassim o risco de salinização das mesmas. Por outro lado, o risco de insegurança alimentar das famílias rurais aumenta associando-se ao efeito cíclico e devastador das cheias e secas que se fazem sentir na região. Segundo um estudo realizado pela FAEF (2001) no regadio do Chókwè e sabie, constatou-se que mais de 1000 ha de terra tornaram-se improdutivos devido a salinidade. Contudo conhecendo a...
tracking img