Chuvas no rio de janeiro - 2011

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 28 (6872 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE SÃO FRANCISCO
Curso de Engenharia


GIULIANA KISIL VIEIRA DE CARVALHO
JÉSSICA RAQUEL VICTORELLI
MONIQUE MENENDEZ Y MENENDEZ
NATHALIE AMORIM BORGES
TAMÍRIS FÉLIX DE OLIVEIRA












CHUVAS NA REGIÃO SERRANA DO RIO DE JANEIRO – PETRÓPOLIS:
CAUSAS E ANÁLISE DESTE DESASTRE





















Campinas
2011
GIULIANA K. VIEIRA DECARVALHO – R.A. 004201100361
JÉSSICA RAQUEL VICTORELLI – R.A. 004201100195
MONIQUE MENENDEZ Y MENENDEZ – R.A. 004201100360
NATHALIE AMORIM BORGES – R.A. 0042001100340
TAMÍRIS FÉLIX DE OLIVEIRA – R.A. 004201100194
































CHUVAS NA REGIÃO SERRANA DO RIO DE JANEIRO – PETRÓPOLIS:
CAUSAS E ANÁLISE DESTE DESASTREResumo apresentado à disciplina Educação Ambiental para Engenharia do Curso de Engenharia da Universidade São Francisco, sob orientação da Prof.ª D.ra Cândida Maria Costa Baptista, como requisito parcial para obtenção de média semestral.




























Campinas
2011
RESUMO




Diante dos vários desastresambientais ocorridos no Brasil, a chuva foi o maior deles, causando a morte de mais de 900 pessoas e sendo considerada a maior tragédia climática e geológica registrada no Rio de Janeiro. Este trabalho aborda especificamente a cidade de Petrópolis, pois a chuva que castigou a região serrana do Rio de Janeiro foi algo incomum. Demonstram-se neste trabalho os vários fatores que contribuíram para que estedesastre ocorresse, tais como: a intensa urbanização e o crescimento demográfico acelerado e desordenado, contextualizados através da história do estado do Rio de Janeiro e da cidade de Petrópolis; o aumento das chuvas na região, bem como suas causas e consequências; a influência dos aquecimentos global e local; as mudanças climáticas ocorridas nesta região; entre outros fatores. Em suma, oobjetivo deste trabalho é mostrar que se fala muito a respeito da preservação ambiental, porém, as medidas tomadas a fim de que se evite a destruição do meio ambiente ainda não são suficientes para mitigar os efeitos negativos da ação do homem na natureza.

Palavras-chave: Rio de Janeiro. crescimento populacional. chuva. enchente.






























ABSTRACTGiven the many environmental disasters that occurred in Brazil, the rain was the largest, killing over 900 people and being considered the greatest tragedy climatic and geological recorded in Rio de Janeiro. This work encompasses the city of Petropolis, as the rain that hit the mountainous region of Rio de Janeiro was unusual. In this work we demonstrate many factors thatcontributed to this disaster, like: the intense urbanization and the fast and disorderly demographic growth, contextualized by the history of the State of Rio de Janeiro and Petropolis; the rain increase in that region, as well as its causes and consequences; the influence of local and global warming; the climatic changes that occurred; besides other factors. In short, the aim of this study is to show thereis much talk about preserving the environment, however, the actions that has been taken to avoid the environment destruction are not enough to mitigate the negative effects of the human action in the nature.


Key words: Rio de Janeiro. population growth. rain. flood.
















































LISTA DE ILUSTRAÇÕES


MAPA1: Localização do Rio de Janeiro no Brasil 8
MAPA 2: O estado do Rio de Janeiro 8
MAPA 3: Localização de Petrópolis no Rio de Janeiro 12
FIGURA 1: Nicolas nos braços da bombeira após 15 horas de tentativa de resgate 20
FIGURA 2: Registro histórico da chuva ocorrida em 29 de Janeiro de 1940 22
FIGURA 3: Registro histórico da chuva ocorrida em Petrópolis, em 1966 23
FIGURA 4: Manchete de...
tracking img