Ceticismo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1523 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de março de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
INTRODUÇÃO


Neste trabalho será possível entender melhor sobre o ceticismo que, brevemente falando, significa procurar saber, no não se contentar com a ignorância sobre os fatos. Também entender a relação que este tema tem com o conhecimento.


1 CETICISMO
A palavra ceticismo é do grego "skêpsis", que significa indagação. O desejo de aprender estárelacionado com o ato de fazer indagações, com a curiosidade. Informar-se, examinar, analisar, ponderar sobre alguma coisa é uma forma de saciar essa curiosidade. O ceticismo, em sua raiz, implica no procurar saber, no não se contentar com a ignorância sobre os fatos. Buscar explicações faz parte da natureza humana. A ciência e toda a tecnologia existem porque pessoas movidas pelo não conformismo de nãosaber indagam, examinam – enfim, praticam o ceticismo.
Pirro fundou a primeira escola cética, no século IV a.C, Não deixou escritos, mas o pirronismo é citado por Diógenes Laércio da seguinte forma: "Chamam-se céticos, porque sempre examinam e nunca encontram". Os seguidores dessa escola de pensamento não visam descobrir, entender, examinar, mas apenas e tão somente fixar-se na indagação.
Há tambémo ceticismo dogmático o qual objetivo não é investigar e obter conhecimento, mas unicamente desacreditar alguma ideia que contrarie um conjunto de crenças pré-estabelecidas. Na vigência do ceticismo dogmático, nenhuma nova ideia pode florescer. É o ceticismo conduzido às fronteiras do cinismo, da hipocrisia, da ignorância. É o "não querer saber" levado ao exagero insano, disfarçado de "indagaçãoe exame". É o ceticismo adotado pela Igreja nos tribunais da Inquisição.
O exemplo de Galileu Galilei, que foi obrigado a negar a sua descoberta de que a Terra é que gira ao redor do Sol. Quando solicitou aos Inquisitores que olhassem pela luneta, estes simplesmente se negaram, alegando que ela estaria adulterada ou que satanás estivesse a produzir ilusões de ótica para desvirtuar o homem docaminho da verdade.
Esse mesmo ceticismo dogmático é utilizado pelos que combatem a Teoria da Evolução e que defendem o Mito da Criação segundo o Gênesis. Simplesmente se negam a "olhar na luneta", ou seja, nunca leram A Origem das Espécies, de Darwin – porém apressam em criticar o darwinismo; "não querem saber" das descobertas arqueológicas e geológicas, dos registros fósseis, dos estudos degenética e taxinomia (ciência da classificação) dos animais.
São céticos dogmáticos quanto a tudo isso, pois não buscam esclarecer nada. Preferem se manterem à distância, criticando, atirando pedras. Usam argumentos colhidos credulamente de panfletos criacionistas de banco de igreja. Fazem de tudo para proteger a fé, pois já assumiram previamente que esta é verdadeira e nada vai tirar isso deles.
Outracorrente de ceticismo é a utilizada por muitos filósofos e cientistas. Nas palavras de Carl Sagan: “Nós encontramos (o ceticismo) todos os dias”. Quando compramos um carro usado, se formos minimamente inteligentes nós exercitaremos pelo menos um mínimo de atitudes céticas - se nossa formação escolar tiver deixado alguma coisa. Você pode dizer 'este sujeito parece honesto. Eu vou acreditar em tudoque ele disser'. Ou você pode dizer 'bem, eu ouvi dizer que às vezes acontecem pequenas fraudes na venda de um carro usado, talvez sem o conhecimento do vendedor' e aí você faz alguma coisa. Você chuta os pneus, abre as portas, olha sob o capô (você pôde fazer tudo isso mesmo se não souber o que deveria estar sob o capô, ou pode trazer um amigo com queda para mecânica). Você sabe que algumceticismo é necessário, e você entende por quê. É desagradável que você talvez tenha que discordar do vendedor ou lhe fazer perguntas que ele não queira responder. Há ao menos um pequeno grau de confrontação interpessoal envolvido na compra de um carro usado e ninguém diz que isso seja especialmente agradável. Mas há uma razão boa para ela - porque quem não usar um mínimo de ceticismo, quem tem uma...
tracking img