Catalogo chapas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2689 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Chapas e Bobinas

1

2

3

Chapas Grossas
TOLERÂNCIAS DE ESPESSURAS DE CHAPAS GROSSAS - LCG
Espessuras em mm Nominal
5.60 6.30 7.10 8.00 9.50 11.20 12.50 14.00 16.00 19.00 22.40 25.00 31.50 37.50 44.50 50.00 57.00 63.00 71.00 75.00 80.00 85.00 89.00 95.00 100.00

Mínimo
5.35 6.05 6.85 7.75 9.25 10.95 12.25 13.75 15.75 18.75 22.15 24.75 31.25 37.25 44.25 49.75 56.75 62.75 70.7574.75 79.75 84.75 88.75 94.75 99.75

Máximo
6.27 6.96 7.85 8.68 10.26 12.1 13.5 15.12 16.96 20.14 23.74 26.13 32.92 39.19 46.5 52.25 59.57 65.84 74.2 78 83.2 88.4 92.56 98.8 103.5

Peso – kg/m2
43.96 49.46 55.74 62.80 74.58 87.92 98.13 109.90 125.60 149.15 175.84 196.25 247.28 294.38 349.33 392.50 447.45 494.55 557.35 588.75 628.00 667.25 698.65 745.75 785.00

Tolerância conforme norma NBR11889 - Abril/1992 4

TOLERÂNCIAS DE ESPESSURAS DE BG e CG - LTQ
Espessuras (mm) Nominal
6.3 8 9.5 12.5 16 19

Mínimo
6.05 7.75 9.25 12.25 15.75 18.75

Máximo (AR)
7.05 8.75 10.33 13.4 16.9 19.9

Máximo (BR)
6.8 8.5 10.05 13.1 16.6 19.6

Peso (Kg/m2)
49.46 62.8 74.58 98.13 125.6 149.15

Tolerância conforme norma NBR 11889 - Abril/1992 para largura de 1500mm

QUALIDADE PARA USOSGERAIS
Os aços desta qualidade são aplicados em componentes estruturais nos quais, em princípio, não se levam em conta as propriedades mecânicas, visto que, para os aços desta especificação SAE, a norma garante só a composição química. Especificação (SAE)
1010 1020 1045 5,0 < e ≤ 152,4

Faixa de Espessura (mm)

COMPOSIÇÃO QUÍMICA (%)
C (máx.)
0,08 – 0,13 0,17 – 0,23 0,42 – 0,50

Mn(máx.)
0,30 – 0,60 0,60 – 0,90

Si (máx.)
0,35 0,10 – 0,35

P (máx.)
0,040

S (máx.)
0,050

AR – Aços de Alta Resistência: Consideram-se aços de alta resistência todos os aços ao carbono com limite de escoamento (LE) maior ou igual a 300 MPA. BR – Aços de Baixa Resistência: Consideram-se aços de alta resistência todos os aços ao carbono com limite de escoamento (LE) menor que 300 MPA.

5 Chapas Grossas
QUALIDADE ESTRUTURAL
Os aços desta qualidade têm resistência intermediária e são aplicados em componentes estruturais, tal como galpões e edifícios de andares múltiplos, nos quais o projeto exige racionalidade e leveza arquitetônica. COMPOSIÇÃO QUÍMICA (%)
C (máx.) 0,25 0,25 0,26 0,27 0,29 Mn (máx.) 0,80 a 1,20 0,85 1,20 Si (máx.) 0,040 0,15 a 0,40 0,050 ≥ 250 400 a 550 21 18P (máx.) S (máx.) Outros Limite de Escoamento (MPa)

Faixa de Especificação Espessura (ASTM) (mm) 5,0 < e ≤ 19,1 19,1 < e ≤ 38,1 A36 38,1 < e ≤ 63,5 63,5 < e ≤ 101,6 101,6 < e ≤ 152,4

PROPRIEDADES MECÂNICAS
Limite de Resistência (MPa) Alongamento (%) Base 50mm Base 200mm Dobramento Espessura Diâmetro (mm) 5,0 < e ≤ 19,5 19,5 < e ≤ 25,4 25,4 < e ≤ 38,1 38,1 < e ≤ 50,8 e > 50,8 0,5 e 1,0 e1,5 e 2,5 e 3,0 e

6

QUALIDADE PARA CALDEIRAS E VASOS DE PRESSÃO
Os aços desta qualidade são aplicados em equipamentos (Caldeiras e Vasos de Pressão) nos quais as especificações são bastante rígidas, visto estarem bem definidos os esforços a que os mesmos estão sujeitos. Aplicações: ASTM A285ºC – Equipamentos que trabalham sob baixa e média pressão. ASTM A516º60 e ASTM 516º70 – Recipientessob pressão e baixa temperatura. COMPOSIÇÃO QUÍMICA (%)
C (máx.) Mn (máx.) Si (máx.) P (máx.) S (máx.) Outros Limite de Escoamento (MPa)

Especificação (ASTM)

Faixa de Espessura (mm)

PROPRIEDADES MECÂNICAS
Limite de Resistência (MPa) Alongamento (%) Base 50mm Base 200mm Dobramento Espessura Diâmetro (mm) e < 25,4 1,0 e 1,5 e 2,0 e

A285ºC

5,0 ≤ e ≤ 51,0

0,28

0,90

-

0,0350,040

-

≥ 205

380 a 515

27

23

25,4 < e ≤ 38,1 38,1 < e ≤ 51,0

7

Chapas Grossas
Faixa de Especificação Espessura (ASTM) (mm) 6,0 ≤ e ≤ 12,7 A516º60 12,7 < e ≤ 50,8 50,8 < e ≤ 101,60 e ≤ 112,70 mm 12,70 < e ≤ 50,80 mm 50,80 < e ≤ 101,60 mm e > 101,60 mm

COMPOSIÇÃO QUÍMICA (%)
C (máx.) 0,21 0,23 0,25 0,27 0,28 0,30 0,31 Mn (máx.) 0,60 a 0,900,85 a 1,20 Si (máx.) P...
tracking img