Casos clinicos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1024 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 1 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
INFARTO

Paciente de 73 anos, hipertenso, diabético, dislipidêmico e tabagista, apresenta há 2 anos dor em membros inferiores aos esforços. Desde então é avaliado por equipe de cirurgia vascular, com diagnóstico de insuficiência vascular periférica. Orientado a fazer caminhadas, parar de fumar, além de rigoroso controle da hipertensão e diabetes com prescrição de AAS, estatina e enalapril. Negasintomatologia atual de insuficiência cardíaca ou angina, porém refere ter tido há 5 anos epísódio de infarto, cuja sintomatologia foi extremamente atípica. Naquela época fez teste de esforço e foi mantido em tratamento clínico. Há cerca de 4 meses teve piora da insuficiência vascular periférica, apresentando dor em membro inferior direito até mesmo em repouso. Por ocasião desta piora, foisubmetido à arteriografia de membros inferiores, que revelou oclusão da artéria ilíaca comum direita (figura 1), com perfusão distal por circulação colateral (figura 2). A equipe cirúrgica propõe operação eletiva de revascularização de membro inferior direito e solicita avaliação e orientação para otimização do risco cardíaco perioperatório. Já foram realizados eletrocardiograma (figura 3), radiografiade tórax (normal, exceto por presença de calcificação na aorta) e exames laboratoriais ( Hb 13,8; plaquetas 300.000; U 40, Cr 0,9).

CHOQUE SÉPTICO

HPMA: paciente feminina, 17 anos, procura PS com queixa de febre alta, dor em BV e corrimento vaginal amarelado há 3 dias. Refere amenorréia há 3 meses e há 5 dias havia se submetido à manipulação uterina com finalidade abortiva. EF: toxemiada,ictérica, confusa. T 39° C FC 140 spm FR 32 rpm PA 90x40 mmHg. Dor à palpação de BV, útero aumentado de tamanho e doloroso. Presença de leucorréia amarelada e fétida.
Evolução: foram colhidas culturas vaginais, hemoculturas e introduzida antibioticoterapia. A paciente foi submetida à curetagem uterina, após o que houve piora da insuficiência respiratória, oligúria e hipotensão, sendo a pacienteinternada na UTI onde foi submetida à cateterização de artéria pulmonar que revelou: AD 4 mm Hg PA 50x0 PCP 6 mm Hg FC 150 bpm DC 9 l/min RVS 300 dinas CAV O2 1,5 mO2/100 ml
Feita reposição volêmica com 1.500 ml de solução cristalóide com melhora da PA para 100x30 mm Hg, e introduzida dopamina para manter-se PAM 90 mm Hg, sendo em seguida colocada em assistência ventilatória e PEEP.
Foi indicadahisterectomia total. O útero apresentava-se muito amolecido, com vários abscessos no miométrio. Poucas horas após a cirurgia foi possível interromper o uso de drogas vasoativas. Houve melhora das funções cardio-circulatória e renal, diminuição da icterícia e normalização das plaquetas, sendo colocada em ventilação espontânea a partir do 5º PO. Recebeu alta no 15º PO.
HEMORRAGIA DIGESTIVA
A.L.S.,32 anos, masculino, lavrador, natural e residente cem Governador Valadares, casado. Relata que sua doença iniciou há 2 semanas, quando foi acometido repentinamente de violenta hematêmese , vomitando ± 2 litros de sangue vermelho rutilante e uma certa porção de sangue escuro coagulado, seguido de tonteira e sudorese. Internado imediatamente, tomou 2 litros de sangue. No dia seguinte aointernamento, surgiu-lhe melena , que durou de 3 a 4 dias. Sete dias após recebeu alta hospitalar. Já em bom estado de saúde e foi-lhe recomendado procurar recursos em Belo Horizonte para submeter-se a tratamento cirúrgico. Relata contacto permanente com águas naturais da região.
EXAME FÍSICO:
Paciente em bom estado de nutrição, mucosas hipocoradas, PA 120/70, pulso 72 pulsações/minuto, comhepatoesplenomegalia e circulação colateral abdominal tipo porta. O fígado era palpável a 3 dedos(5,5cm) do rebordo costal direito, de consistência aumentada, liso indolor. Baço tipo III de Boyde. Ausência de ascite, edemas, aranhas vasculares.
ISQUEMIA
ID: J.J.M.F. , 51 anos, homem, caucasiano, casado, aposentado(ex-comerciante)
Motivo da internação(QP): Hemoptises abundantes e dispnéia...
tracking img