Caso daniela perez

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 13 (3022 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de março de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Caso Daniela Perez

Tristeza, Indignação e Mudanças no Código Penal

Daniela Perez (Rio de Janeiro, 11 de agosto de 1970 — Rio de Janeiro, 28 de dezembro de 1992) foi uma atriz brasileira, filha da autora de telenovelas Glória Perez.

Daniela tinha 22 anos quando foi assassinada pelo colega de trabalho, o ex-ator Guilherme de Pádua, e por sua mulher Paula Nogueira Thomaz, que aemboscaram e mataram com 18 golpes de punhal. O crime foi motivado pela ambição de Guilherme de Pádua, quando acreditou que Gloria Perez estivesse diminuindo seu papel na novela De Corpo e Alma, onde contracenava com Daniela.

Causou muita indignação à população brasileira o fato do casal de assassinos, poucas horas depois de atirar o corpo de Daniela num matagal, ter ido abraçar e prestarsolidariedade à família dela, chegando à delegacia no próprio carro onde começaram a apunhalar Daniela.

Julgados e condenados por homicídio duplamente qualificado, com motivo torpe e impossibilidade de defesa da vítima, os dois cumpriram apenas seis dos 19 anos a que foram condenados.

A indignação popular que se seguiu a esse episódio resultou na alteração da legislação penal, graças aosesforços da mãe de Daniela, Glória Perez, que encabeçou uma campanha de assinaturas e conseguiu fazer passar a primeira iniciativa popular de projeto de lei a se tornar lei efetiva na história do Brasil.

Ainda que a mudança da lei não tenha atingido os assassinos de Daniela, a partir daí o homicídio qualificado passou a ser punido com mais rigor.

Detalhes do Assassinato
No dia 28 dedezembro de 1992 o casal Guilherme de Pádua e Paula Thomaz assassinou a atriz Daniela Perez com 18 golpes de punhal. Na época Guilherme e Daniela atuavam na telenovela da Rede Globo, De Corpo e Alma, escrita por Glória Perez, mãe de Daniella.

O advogado anotou a placa adulterada do Volkswagen Santana que Guilherme de Pádua dirigia e pôde ver o rosto de Paula Thomaz, iluminado pelos faróisdo carro. Foi assim, através dessa informação, que a polícia identificou e prendeu o casal. Os dois assassinos tinham ido consolar a família da vítima, naquele mesmo dia e no próprio carro onde o crime foi cometido.

Na cadeia, Guilherme de Pádua contou inúmeras versões para o crime. E quando ficou claro que a defesa dos dois não chegaria a um acordo, decidiu acusar Paula Thomaz de tê-locometido sozinha, sendo que a defesa da sua ex-esposa fazia o mesmo.

Pré - Julgamento

Suspeito do homicídio, Guilherme de Pádua foi preso 24 horas depois do crime. Uma testemunha viu o carro que ele dirigia, um Santana, parado no local na hora do assassinato. Guilherme, que confessou o crime ao ser preso, depois mudou o depoimento e passou a dizer que quem desferiu os golpes na atriz foiPaula. Se conseguir provar sua tese, sai do tribunal para casa. Paula, por sua vez, afirma que não tem nada a ver com o crime. Garante que passou o dia inteiro num shopping Center e nem soube do crime. Explica apenas que, se o marido disse uma vez que matou Daniella Perez, é porque estava falando a verdade. Casados na época tiveram um filho, Felipe, hoje com três anos, e estão separadosjudicialmente.

O promotor José Muiños Piñeiro Filho e seu assistente, o advogado Arthur Lavigne, acusa os dois de homicídio premeditado e por motivo torpe. Diz a promotoria que os réus saíram de casa dispostos a matar a atriz e, para escapar das conseqüências, até adulteraram antecipadamente a placa do carro. A acusação defende que a morte de Daniella foi o clímax de um relacionamento obsessivo edoentio. Para ilustrar o que diz, fala das tatuagens feitas pelo casal - ela gravou o nome de Guilherme na virilha e ele escreveu 'Paula' no pênis. Segundo a promotoria, Guilherme e Paula não deram chance de defesa à vítima, que foi imobilizada e desacordada antes de ser atingida pelos golpes mortais. Se conseguirem convencer os jurados do que dizem, os réus podem pegar trinta anos de cadeia....
tracking img