Caso anna o. freud

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 12 (2883 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Resumo do texto Lido: ANNA O.

* PERFIL DE ANNA O:
Era dotada de grande inteligência e aprendia as coisas com impressionante rapidez e intuição aguçada. Possuía um intelecto poderoso, que teria sido capaz de assimilar um sólido acervo mental e que dele necessitava — embora não recebesse desde que saíra da escola; portanto pouco sugestionável. Tinha grandes dotes poéticos e imaginativos, queestavam sob o controle de um agudo e crítico bom senso.

* ANAMNESE:
Não apresentou qualquer sintoma quando pequena, porém em sua herança genética com parentes distantes com psicoses, mas os pais sob esse aspecto eram normais. Família puritana e nunca se apaixonou ou teve envolvimento sexual.

* SINAIS E SINTOMAS INICIAIS:
Apresentava devaneios antes da doença e a família nunca percebeupois era irrepreensível em suas tarefas. Passou a apresentar dois períodos de consciência eram diferentes, súbitos e frequentes: desses estados ela reconhecia seu ambiente; ficava melancólica e angustiada, mas relativamente normal. No outro estado, tinha alucinações e ficava “travessa” — isto é, agressiva, e jogava almofadas nas pessoas, tanto quanto o permitiam as contraturas, arrancava botões daroupa de cama e de suas roupas com os dedos que conseguia movimentar, depois de jogar os travesseiros acusava as pessoas de fazerem coisas contra ela e de a deixarem num estado de confusão, etc.
Nesse estágio da doença, se alguma coisa tivesse sido tirada do lugar no quarto ou alguém tivesse entrado ou saído dele durante seu outro estado de consciência|, ela se queixava de haver “perdido” tempo etecia comentários sobre as lacunas na sequência de seus pensamentos conscientes.
Essas “absences” (ausências) já tinham sido observadas antes de ela cair de cama; costumava parar no meio de uma frase, repetir as últimas palavras e, depois de uma breve pausa, continuar a falar. Essas interrupções aumentaram de forma gradual até atingirem as dimensões que acabam de ser descritas; e no auge dadoença, quando as contraturas se haviam estendido até o lado esquerdo do corpo, só durante um curto período do dia é que ela apresentava certo grau de normalidade.

* SINAS MAIS PROFUNDOS:
Mas as perturbações invadiram até mesmo seus momentos de consciência relativamente clara. Haveria modificações muitíssimo rápidas de humor, que levavam a uma fase de animação intensa, mas bastante passageira, e emoutras ocasiões havia uma angústia acentuada, uma oposição tenaz a qualquer esforço terapêutico.

Alucinações assustadoras com cobras negras, que eram a maneira como Anna via seus cabelos, fitas e coisas semelhantes. Ao mesmo tempo, ficava dizendo a si mesma para deixar de ser tão tola: o que na verdade via eram apenas seus cabelos, etc.

Paralelamente ao desenvolvimento das contraturas, surgiuuma profunda desorganização funcional da fala. E logo perdeu o
domínio da gramática e da sintaxe; não mais conjugava verbos e acabou por empregar apenas os infinitivos, em sua maioria formados incorretamente a partir dos particípios passados, e omitia tanto o artigo definido quanto o indefinido. Com o passar do tempo, ficou quase totalmente desprovida de palavras. Juntava-as penosamente a partir dequatro ou cinco idiomas e tornou-se quase ininteligível.

Surgiram fortes impulsos suicidas, que tornaram desaconselhável que ela permanecesse morando no terceiro andar. Contra sua vontade, portanto, foi transferida para uma casa de campo nas imediações de Viena (em 7 de junho de 1881).

Durante duas semanas emudeceu por completo e, apesar de envidar grandes e contínuos esforços, foi incapaz deemitir uma única sílaba. E então, pela primeira vez, o mecanismo psíquico do distúrbio ficou claro. (resposta pergunta 1 do estudo dirigido)

Só em momentos de extrema ansiedade é que sua capacidade de falar a abandonava por completo, ou então ela utilizava uma mistura de toda sorte de línguas. falava francês e italiano. Havia uma amnésia total entre essas ocasiões e aquelas em que falava inglês....
tracking img