Case france telecom

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1712 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Diego silva sousa
rafael zaganini paschoal

“o caso france telecom”:
Análise à partir da Psicologia Behaviorista









Londrina
2012
Diego silva sousa
rafael zaganini paschoal

“o caso france telecom”:
Análise à partir da Psicologia Behaviorista


Trabalho de Avaliação Teórico-Prática de Psicologia – 7PSI003 – 1º bimestre/2012.

Prof. Eneida SantiagoLondrina
2012
SOUSA, Diego S.; PASCHOAL, Rafael Z. “O Caso France Telecom”: Análise À Partir Da Psicologia Behaviorista. 2012. 8 Páginas. Trabalho de Avaliação Teórico-Prática de Psicologia–Universidade Estadual de Londrina, Londrina, 2012.

RESUMO

Nesse trabalho analisamos o caso da empresa France Telecom à partir da visão da Psicologia Behaviorista, apresentando as possíveis causas eapresentando um plano de açao.

Palavras-chave: Psicologia. Behaviorismo. France Telecom.




































sumário

O QUE É PSICOLOGIA BEHAVIORISTA ....................................................(4)

CAUSA DO PROBLEMA NA FRANCE TELECOM......................................(8)

PROPOSTA DESOLUÇÃO .........................................................................(9)

REFERÊNCIAS.............................................................................................(10)

































1. O QUE É PSICOLOGIA BEHAVIORISTA

Abordagem Behaviorista
Esta é umaabordagem psicológica utilizada para compreender o funcionamento das coisas, no sentido de procurar estabelecer relações entre causas e efeitos para o comportamento humano nas organizações.
Watson, no século XX, é considerado o fundador do behaviorismo, também denominado de comportamentalismo, teoria comportamental, análise experimental do comportamento, análise do comportamento,entre outros (Bock; Furtado; Teixeira, 2003).
O autor enfatizou o comportamento observável como a base dos dados psicológicos, adotou como método a comparação entre o comportamento humano e animal e criticou as concepções mentalistas, em defesa da objetividade da psicologia.

Comportamento: Em sua significação originária e precisa, o conceito designa toda atividade físicade um organismo vivo, que pode ser constatada em princípio por outros observadores (isto é, ‘objetivamente’) (Dorsch, 2001, p. 1591).

Pavlov também foi um dos grandes nomes dessa abordagem, com experimentos feitos a partir da observação. Um deles, colocando alimento na boca e percebendo a presença da salivação, fez com que compreendesse o comportamento a partir de uma visão científica, edenominou os reflexos observados como reflexos condicionais ou condicionamento respondente, conforme a seguir:

São atos desencadeados por eventos que imediatamente os precedem. O evento desencadeador é conhecido como estímulo aliciador. Exemplo: O estampido de um rifle produz um reflexo de estremecimento. Os respondentes:

1) Surgem involuntariamente;
2) São controlados pelos eventos queos precedem, os estímulos eliciadores;
3) Não são aprendidos e são universais.

Um respondente pode ser transferido de uma situação para outra por um procedimento chamado condicionamento respondente, ou condicionamento clássico’’ (Davidoff, 2001, p. 101).
* Reflexo condicionado: Resposta persistente da pessoa em sequência a um estímulo que se tornou condicionado.

Quando determinadosestímulos são temporalmente pareados (apresentados juntos) com estímulos eliciadores, podem, em certas condições, eliciar respostas semelhantes a eles. A essas novas interações chamamos de reflexos, agora condicionados devido ao pareamento (Pavlov).

Pavlov contribuiu, então, com a concepção de reflexo condicionado, mas foi B.F Skinner quem se tornou um marco contemporâneo no estudo do...
tracking img