Cartas montesquieu

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1051 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Montesquieu- Cartas Persas

(Carta 38)
Montesquieu levanta um questionamento ao mesmo tempo em que cita uma relação entre marido e mulher. Ele explica, como uma espécie de fala da Rica, relacionado liberdade, fidelidade, costumes e atitudes e principalmente a questão de “normalidade”. Ele exemplifica esse ponto a “dominação” do homem sobre a mulher, afirmando que é mais fácil cuidar de dezmulheres obedientes do que de uma desobediente. Em seguida fala sobre a infidelidade e diz que ela não é aceita quando são três participantes, mas a partir do momento em que existem quatro tudo fica equilibrado e mais aceitável. Ele conclui dizendo que; “O domínio masculino não existe em todos os lugares, mas o da beleza é universal.”
Essa carta é uma espécie de comparação de costumes, o queseria barbaridade no Ocidente é uma normalidade cultural do Oriente.
(Carta 74)
Superioridade, o autor mostra que só percebemos o nosso defeito quando observamos no outro e que existe a possibilidade de ter poder, autoridade e ainda assim a arrogância não ocupar o lugar da compaixão ou apenas da boa educação. É interessante por relativizar a fé. Os muçulmanos são fundamentalistas, ou seja, paraeles somente sua fé é a verdadeira. Já para os franceses e para Montesquieu, em particular, a fé depende do contexto, depende do estômago fazer mal ou bem a digestão, depende do ar está poluído ou não, ou seja, Montesquieu relativizou a moral; o homem não é obrigado a aceitar todos os dogmas da fé sem os criticar.
(Carta 75)
Uma carta religiosa. Ele contesta a seguinte questão: “Sermos fieis nomomento em que precisamos e nesse período, aos nossos olhos, se torna algo vantajoso e importante.” A partir do momento que a religião ou crença começa a interferir na vida pessoal ou profissional, por conta de princípios, é nesse momento que a fé e crenças são deixadas de lado em resposta de uma busca por um beneficio que se julga maior naquele momento.
(Carta 76)
“Não medimos nossa pequenez e,a despeito de tudo, queremos alcançar no Universo destaque, relevo e importância.” O autor acha as leis francesas muito rígidas e levanta uma questão: se um homem não concorda com as leis de seu país o que ele deve fazer? A carta é elaborada sobre várias questões nesse sentido, vai afirmando que apesar de não concordar com as normas/leis só cabe a ele respeitá-las por ainda viver no territórioque as limita. Ele responde que “Enquanto vivo sob as leis, estou obrigado a cumpri-las.”
(Carta 77)

Sobre a origem das leis civis o filósofo iluminista diz que o melhor seria se conseguíssemos ser felizes e criássemos leis isentas da religião, mas como não conseguimos, algumas leis surgiram da observância das leis religiosas:
“Se um ser se compõe de dois seres, e a necessidade de conservar aunião expressa uma melhor submissão às ordens do Criador, entende-se que dela se tenha feito uma lei religiosa. Se essa necessidade de conservar a união constitui um bom fiador para as ações dos homens, entende-se que se tenha convertido numa lei civil.”
(Carta 97)
Carta voltada às ciências naturais como um “pé” na religião. O autor afirma que a ciência por natureza ser questionadora é quechega um dado momento que os mesmos se tornam tão grandioso que a opção mais viável é levar para o lado religioso, se assim podemos dizer. Mas ainda assim, nesse contexto, o Homem será na maioria das vezes o mais glorioso.
(Carta 65)
Ainda na Relação conjugal, só que agora o foco é a conduta. O marido é esposo e ao mesmo tempo senhor eis aqui o inicia do conflito. Questiona-se o fato de levarmais importância ao status de senhor ao invés da intima relação de marido. É uma espécie de desabafo: “ Se até o momento não quisestes corrigir vossa conduta para o meu bem, fazei-o agora para vosso próprio bem. Mudai pois de conduta, é o que vós peço, e fazei que eu possa, uma vez mais, repelir as propostas do eunuco contrarias a vossa liberdade e vosso repouso. Pois bem gostaria de fazer-vos...
tracking img