Carcinicultura

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1345 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 30 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Carnicicultura: Camarões de água doce

A produção mundial de camarões de água doce do gênero Macrobrachium é um dos setores da aquicultura que mais cresce no mundo. Na América Latina, esse cultivo iniciou-se nos anos 70-80, quando foi implantado em quase todos os países da América do Sul e Central e, inclusive, no México e Caribe. No início, houve uma grande euforia em vários países - Brasil,Colômbia, Suriname e República Dominicana, entre outros. A criação de camarões de água doce baseia-se principalmente na espécie Macrobrachium rosenbergii (camarão da Malásia). A engorda ou recria destes organismos é geralmente realizada em viveiros escavados em solo natural. Dentro dos requisitos técnicos considerados na seleção de áreas adequadas à atividade destacam-se as condições detemperaturas elevadas durante pelo menos 6 meses (média mensal acima de 20ºC), disponibilidade de água de boa qualidade, situação topográfica que compreenda inclinações não superiores a 2%, solo predominantemente silte-argiloso (30 a 70%), etc. Além destas disposições técnicas, as situações logísticas também devem ser consideradas, quais sejam: estudo de mercado, infra-estrutura local, acesso, mão de obra,etc. A recria inicia-se a partir do povoamento dos viveiros com pós-larvas (fases inicias obtidas através de um processo de manutenção das larvas em instalações específicas – laboratórios de larvicultura). A reprodução deste tipo de camarão tem início na água doce. No entanto, as larvas desovadas pelas fêmeas precisam ser mantidas em água salobra durante aproximadamente 40 dias, até que sofram ametamorfose, possibilitando a sua liberação nos viveiros de água doce. O processo de larvicultura é tecnicamente complexo. Embora possa ser conduzido por pequenos produtores, recomenda-se aos iniciantes a compra de pós-larvas de laboratórios comerciais para os primeiros povoamentos dos viveiros de recria.
As espécies de camarões mais indicadas para a criação comercial ou industrial, pertencem aogênero Macrobrachium e são originárias das zonas sub-tropicais e tropicais de todo o mundo, o que revela a sua preferência por climas quentes. As que mais apresentam interesse econômico são, atualmente, as de maiores tamanhos. 3 espécies nativas do Brasil: Macrobrachium carcinus, conhecido como lagosta ou lagostinha de São Fidelis, no Estado do Rio de Janeiro; pitu, no Nordeste e lagostinha daRibeira, em São Paulo. É de grande tamanho, podendo alcançar de 250 a mais de 300g e um comprimento de 27cm. É, como já mencionamos, um camarão nativo do Brasil. Macrobrachium acanthurus, popularmente conhecido como pitu ou camarão verdadeiro. Pode atingir de 15 a 16cm de comprimento e o peso de 60g. É encontrado em quase todos os rios brasileiros que desembocam no mar, principalmente no estuário do RioRibeira de Iguape, no litoral Sul do Estado de São Paulo. Macrobrachium amazonicum, o camarão canela, é de cor bege claro, transparente, atingindo de 10 a 12cm de comprimento, embora já seja adulto até com 5 ou 6cm. Pode atingir um peso de 12g. Das espécies nativas é, atualmente, a preferida para criações, não apresentando problemas como as 2 espécies já citadas. Embora menor do que as outrasduas espécies, é mais resistente. É a espécie mais indicada para povoamento de lagos, represas e açudes, já sendo bastante abundante nos açudes do Norte e do Nordeste do Brasil, inclusive porque prefere climas quentes e não precisa de água salobra para a sobrevivência de suas larvas. - é precoce, fecundo, bastante fértil e prolífico, produzindo um grande número de larvas;

 
- não é agressivo eadapta-se bem à criação em cativeiro;

 
- alcança bons preços no mercado brasileiro e no internacional, devido ao seu tamanho e à qualidade e sabor da sua carne.

Com exceção do camarão gigante da Malásia, mais de 25 espécies de camarões de água doce, conhecidos por pitus, no Brasil, existem nos rios desde os Estados Unidos até o nosso país. Alguns não precisam de água salobra no seu...
tracking img