Capitulo 02 martinelli

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1224 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 24 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
MARIA LUCIA MARTINELLI
SERVIÇO SOCIAL
identidade e alienação
Capítulo II – fichamento

OS ARDIS DO CAPITALISMO
Retração do capitalismo e avanço do movimento operário
Ocorreram várias mudanças introduzidas pelo capitalismo, o regime alterou tudo o que estava a sua volta. E assim iniciou a segunda metade do século XIX trazendo para o continente europeu uma fase de progresso econômico e deexpansão comercial. E assim o capitalismo expandia-se favorecendo a consolidação do poder da burguesia industrial. Nesse momento havia uma crescente oferta de trabalho.
O surto de desenvolvimento do capitalismo, aliado as derrotas dos trabalhadores, alimentava a esperança da burguesia de que seu poder de classe como o capitalismo estavam consolidados.
O crescimento da classe trabalhadora excederaa demanda de mão-de-obra, produziu o fenômeno da pobreza.
A qualidade de vida da classe trabalhadora era péssima , devido ao desprezo das condições de vida impostos pelo capitalismo.
A burguesia estava inquieta e ansiosa com o agravamento dos problemas sociais. A década de 1870 encontrou um operariado combativo, forte, um operário sequioso por um novo tempo e por uma nova sociedade, onde aexploração e as desigualdades estivessem excluídos para sempre.
A estratégia utilizada pela burguesia, concentrando o trabalhador na grande indústria, constituíra fértil terreno para a construção da identidade de classe do proletariado. A própria burguesia, concentrando o trabalhador nas grandes industrias, contraditoriamente oferecera as condições para o surgimento do proletariado.
As condiçõespeculiares que marcaram o cotidiano nas grandes industrias, onde se consumava o processo de exploração de sua força de trabalho, levavam os trabalhadores a se unir em torno de interesses comuns.
Sem identidade de classe não há consciência de classe, e a construção da consciência exigia o desmascaramento das ilusões causadas pelo capitalismo, rompendo com a alienação e com as falsas aparências.
Aluta social e econômica dos trabalhadores, transformava-se em uma luta política de classes, onde o cenário não era mais a indústria, mas sim a sociedade.
Quando os trabalhadores se dão conta da sua importância para a existência do capitalismo, eles fortalecem a sua união, consolidando a sua base associativa: o sindicato. Foram os movimentos associativos, a prática sindical, os movimentos sociais,que tornaram possível a marcha de sua consciência em direção a classe política e a luta de classes.
Nos momentos de prosperidade econômica, crescia a demanda de mão-de-obra qualificada, o que levou os trabalhadores a investir em sua qualificação profissional. Com isso os níveis real de salários monetários entrou em alta o que resultou em uma crise no capitalismo, e a cada crise haviamanifestações dos trabalhadores.
A grande depressão que se estendeu até 1890, encontrou os trabalhadores mais unidos e organizados, com estratégias mais ágeis. Uma nova fase se anunciava na qual os trabalhadores passam a exercer expressiva influência na organização do processo de trabalho.
Ao longo do tempo a o poder hegemônico da burguesia enfraqueceu, em função das sucessivas crises do capitalismo, e dosmovimentos dos trabalhadores. A burguesia se sentia ameaçada pela classe trabalhadora.
Acumulação da pobreza e a expansão do Serviço Social
Além do seu temor pelo amadurecimento da classe trabalhadora, a burguesia temia a pobreza em massa, onde não media esforços para esconde – lá. O processo capitalista produzira a acumulação da pobreza.
A existência de força de trabalho e a garantia de suarápida reprodução eram pré requisitos para a expansão do capital. Portanto ampliar a classe trabalhadora significava ampliar possibilidades de expansão do capital. Porém uma oferta grande de mão-de-obra fazia com que houvesse concorrência entre os trabalhadores
A pobreza em vários países europeus era tão grande e acarretava graves problemas, era encarada por seus governantes como um fator de...
tracking img