Cancer de utero

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1565 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 5 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Câncer do corpo uterino
Introdução: O câncer endometrial é a malignidade mais comum no trato genital feminino nos Estados Unidos, compreedendo 6 de todas as neoplasias em mulheres (CASCIATO, 2008). É uma das neoplasias ginecológicas mais frequentes, entretanto não há dados epidemiológicos exatos nos últimos anos no Brasil. Acredita-se que seja a segunda neoplasia do trato genital feminino,superado em frequência somente pela neoplasia de colo de útero.
Tem altos índices de curabilidade (ROSA, 2008). O pico de incidência é na sexta e na sétima décadas de vida e 80% das pacientes estão na pós-menopausa. A maior parte das mulheres na pré-menopausa com carcinoma endometrial apresenta a síndrome de Stein-Leventhal. Menos de 5% de todos os casos são diagnosticados antes dos 40 anos de vida(CASCIATO, 2008).
Nesse sentido, o presente trabalho tem o objetivo de descrever o câncer de útero, os fatores de risco, o modo de disseminação, manifestações clínicas, estadiamento da doença, histórico e achados diagnósticos, tratamento, avaliação de enfermagem, diagnósticos de enfermagem, intervenção de enfermagem, educação da paciente, manutenção da saúde, avaliação dos resultados e aprevenção.
Patologia e história natural: histologia: aproximadamente 95% dos cânceres uterino originam-se do endométrio, e o subtipo histológico mais comum é o adenocarcinoma endometrióide do fundo ou do corpo do útero (NETTINA, 2007). Os carcinomas de células claras, de células escamosas e serosos paplíferos são responsáveis por 10% dos outros cânceres endometriais (CASCIATO, 2008).
Papel dos estrogênios:classicamente, os estrogênios endometriais sem oposição causam hiperplasia branda a carcinoma invasivo. A terapia sem progesterona é muito eficaz na reversão da hiperplasia endometrial sem atipia. O método mais confiável parareverter a hiperplasia, é a terapia com progesterona contínua (acetato de megestrol) (CASCIATO, 2008).

Fatores de risco: 1. A exposição ao estrogênio sem contraposição daprogesterona aumenta o risco de carcinoma endometrial de quatro a oito vezes. A obesidade provoca um aumento do hormônio estrogênio no organismo. Ele estimula a proliferação das células do endométrio. O excesso de estímulos pode facilitar o surgimento de anormalidades nessas células, o que desencadeia o tumor. O tomoxifeno atua com um estrogênio fraco. Os dados sugerem que o uso de tamaxifeno éassociado a um risco duas vezes maior de câncer endometrial (CASCIATO, 2008; BRUNNER & SUDDART, 2009).
2. As condições médicas que produzem uma exposição aumentada sem oposição aos estrogênios e associadas a um risco aumentado de carcinoma endometrial são: doença ovariana policística (ciclos menstruais anovulatórios com ou sem hisurtismo e outras anormalidades endócrinas); ciclos menstruaisanovulatórios; obesidade; tumor de células granulosas do ovário ou qualquer outro tumor que segrega o estrogênio; doença hepática avançada (CASCIATO, 2008).
3.Outras condições médicas associadas ao aumento do risco de carcinoma endometrial: infertilidade, nuliparidade, menstruação irregular; diabetes melitus; hipertensão; histórico de cânceres múltiplos na família; histórico de câncer retal ou demama da paciente (CASCIATO, 2008).
* Idade: pelo menos 55 anos; idade mediana, 61 anos
* Sangramento pós-menopausa
* menopausa tardia (depois de 52 anos de idade)
(BRUNNER & SUDDART, 2009).

Modo de disseminação: os tumores ficam confinados ao corpo do útero (no estágio I) em 75% dos casos. O câncer endometrial dissemina-se mais comumente por extensão direta. A invasãomiometrial profunda e o envolvimento da cérvix estão associados a um risco elevado de metástases nos linfonodos pélvicos. É raro encontrar nódulos paraaórticos positivos na ausência de nódulos pélvicos positivos. A presença de células em lavagens peritoneais sugere um fluxo retrógrado de células exfoliadas ao longo das trompas de Falópio. A disseminação hematogênica é um achado tardio incomum em...
tracking img