Cancer de pelo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1657 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 16 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
FACULDADES INTEGRADAS FACVEST
CURSO DE FARMÁCIA
LUTHIENE ANHAIA
NEUSA VIEIRA

































CÂNCER DE PELE




















































LAGES (SC),
2010
LUTHIENE ANHAIA
NEUSA VIEIRACÂNCER DE PELE








Trabalho de graduação da disciplina de Cosmetologia do Curso de Farmácia das Faculdades Integradas FACVEST.
Profº. Bolivar






































LAGES (SC),
2010

Câncer de pele
O Câncer de Pele é otipo mais comum de câncer. Em 90% dos casos estão relacionados à exposição excessiva aos raios nocivos do sol (entre 10 e 15 h).
Por ser visível pode ser diagnosticado e tratado em fase precoce, o que torna a cura possível na maioria dos casos.

Melanoma

O melanoma é um tipo de câncer da pele que pode surgir com diferentes formas, cores e ocorrer em qualquer parte do corpo.
Ele é origináriode células chamadas melanócitos, que produzem melanina (substância que dá cor à pele) e estão localizadas na epiderme. Estas células podem ser ativadas ou modificadas pela combinação de fatores fisiológicos, bioquímicos, genéticos e ambientais. Assim, o risco pessoal de desenvolver melanoma tem a ver com o tipo de pele, histórico familiar desse tumor e quantidade de tempo que a pessoa se expôs aosol durante sua vida.
É o tipo mais perigoso de câncer da pele, representa apenas 5% dos tumores cutâneos, mas sua incidência vem aumentando no mundo todo. No ano de 1935, nos Estados Unidos, o risco para melanoma era de 1 em 1.500 pessoas, já no ano 2000, esse risco passou para 1 em 74 pessoas, sendo considerado como o câncer com maior aumento de incidência da atualidade.
Pode acometerpessoas de qualquer idade, inclusive crianças, e é considerado o câncer mais freqüente em adulto-jovens, na faixa de 20 a 30 anos. (Nos Estados Unidos é a primeira causa de morte por câncer em mulheres dos 25 aos 30 anos e a segunda dos 30 aos 35 anos, perdendo apenas para o câncer da mama nesta última faixa etária).
Pessoas com pele clara que sofreram uma ou mais queimaduras solares na infância,indivíduos com nevos displásicos e aqueles com mais de 50 pintas no corpo apresentam risco aumentado para melanoma, contudo ele pode surgir em pessoas com poucas pintas e até mesmo em morenos e negros.
A grande maioria dos melanócitos localiza-se na pele e apenas uma pequena parte é encontrada em outras regiões do corpo. Portanto, o mais comum é o melanoma ser de origem cutânea. Ocasionalmente,quando a lesão da pele não é encontrada, ele pode ser amelanótico (sem pigmento) ou ele pode surgir em outros órgãos.
Seu tratamento é eficiente quando diagnosticado e retirado cirurgicamente na fase inicial. Se não for notado a tempo, pode evoluir para o estado invasivo (crescimento vertical do tumor) e causar metástase (as células cancerosas vão para outras partes do corpo, invadem e destroemórgãos vitais) e até a morte.

Diagnóstico

A coloração pode variar do castanho-claro passando por vários matizes chegando até à cor negra (melanoma típico) ou apresentar área com despigmentação (melanoma com área de regressão espontânea). O crescimento ou alteração da forma é progressivo e se faz no sentido horizontal ou vertical. Na fase de crescimento horizontal (superficial), a neoplasiainvade a epiderme, podendo atingir ou não a derme papilar superior. No sentido vertical, o seu crescimento é acelerado através da espessura da pele, formando nódulos visíveis e palpáveis.

Tratamento

A cirurgia é o tratamento mais indicado. A radioterapia e a quimioterapia também podem ser utilizadas dependendo do estágio do câncer. Quando há metástase, o melanoma é incurável na maioria dos...
tracking img