Cabeamento estruturado

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 12 (2791 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
COLÉGIO ESTADUAL PROFESSOR FRANCISCO ZARDO










CABEAMENTO ESTRUTURADO










CURITIBA
2012

REGINALDO AGMAR DA SILVA










CABEAMENTO ESTRUTURADO
Trabalho apresentado à disciplina de Redes.
Da Turma 3° sub noturno do Ensino Técnico, turma 3º sub noturno.Professor Marcos Mazeti






CURITIBA
2012
SUMÁRIO


INTRODUÇÃO 3

DESENVOLVIMENTO 4

CONCLUSÃO 11

ANEXOS 12

REFERÊNCIAS 13





















INTRODUÇÃO
O Sistema de Cabeamento Estruturado é fundamentado na disposição de transporte de dados em rede de cabos, com integração de serviços que permitaevolução e flexibilidade para serviços de telecomunicações facilmente pode ser redirecionada por caminhos diferentes, no mesmo complexo de Cabeamento. Tipos de serviços do cabeamento estruturado: Voz; Dados; Imagens; Sonorização; Controle de iluminação; Sensores; Controle de acesso; Sistema de segurança; Controle ambiental.DESENVOLVIMENTO
Um Sistema de Cabeamento Estruturado segue as normas EIA/TIA-568 TIA (Electronic Industries Association / Telecommunications Industry Association), é um órgão norte-americano com um longo histórico no estabelecimento de padrões para sistemas de comunicações. A EIA/TIA passou a chamar as divisões de "categorias", em vez de níveis. A principal vantagem do EIA/TIA 568 está em suapublicação como um padrão aberto que não contém a marca de qualquer fornecedor. Você pode selecionar e especificar um cabo que obedece a uma categoria específica do padrão EIA/TIA 568 e obter várias opções de diferentes fabricantes. No entanto, ele não lida com fios de pares trançados blindados. O padrão EIA/TIA 568 descreve as especificações de desempenho do cabo e sua instalação. No entanto, o padrãoainda deixa espaço para o projetista utilizar outras opções e expandir o sistema. O padrão utiliza cabos de quatro fios trançados sem blindagem para o transporte de voz. Pode-se optar por transportar os dados através de outro tipo de cabo de pares trançados sem blindagem ou coaxiais.
A Electronic Industry Association em 1991, propôs a primeira versão de uma norma de padronização de fiose cabos para telecomunicações em prédios comerciais, denominada de EIA/TIA-568 cujo objetivo básico era:

• Implementar um padrão genérico de cabeamento de telecomunicações a ser seguido por fornecedores diferentes.

• Estruturar um sistema de cabeamento intra e inter-predial, com produtos de fornecedores distintos;

• Estabelecer critérios técnicos de desempenho para sistemasdistintos de cabeamento tradicional, baseado em aplicações;

Norma EIA/TIA 568A


A norma EIA/TIA 568A estabelece um mínimo de um cabo UTP Categoria 3 ou 5 para cada área de trabalho. Atualmente considerando as tecnologias de redes locais disponíveis recomenda-se a Categoria 5. Para o subsistema de Cabeação Horizontal existem duas recomendações básicas:
a) Instalardois cabos UTP Categoria 5 de 4 pares, separados, para cada Área de Trabalho. Caso o orçamento permita, é aconselhável a instalação de dois pontos de fibra multímodo e dois ou três UTP Categoria 5.
b) Recomenda-se optar por instalar diretamente a fibra óptica, eliminando a transitoriedade da instalação da cabeação UTP Categoria 5. Esta solução traz como vantagem um tempo de vida útilmaior que a com UTP Categoria 5. A cabeação com fibra óptica, entre o painel de telecomunicações e as estações de trabalho, não apresenta um custo muito significativo em relação ao cabo UTP Categoria 5. O problema da solução com fibra óptica reside na aquisição de equipamentos com conectividade óptica: hubs, adaptadores e transceivers.


Norma EIA/TIA 568B


A norma...
tracking img