Bug agentes quimicos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1194 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 24 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Bug Agentes Biológicos é uma empresa brasileira que fabrica produtos para controle biológico de pragas. Trata-se de uma das 50 empresas mais inovadoras do mundo de acordo com o ranking da revista Fast Company de 2012. A empresa fabrica vespas em grande quantidade para eliminar percevejos da lavoura de soja, além de outros produtos.
-------------------------------------------------
HistóricoFoi fundada em 1999 na cidade de Piracicaba na Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, da Universidade de São Paulo. Quando a Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz juntou-se em parceria com a Fundecitrus para sintetizar um feromônio de Ecdytolopha aurantiana os agrônomos fundadores tiveram a visão de que poderiam ganhar dinheiro, após o produto ter sido industrializado em pastilhapor uma empresa do Japão. Assim iniciaram fazendo armadilhas para este tipo de praga que ataca os cítricos.

A empresa vende basicamente insetos e ácaros. O principal produto é a trichogramma, uma vespa tão pequena que um grama do preparado vendido pela empresa contém 37 mil ovos fertilizados com pequenas vespinhas. Ela é cultivada nesses ovos e, quando nasce, é solta na lavoura. Ali, o insetovai parasitar outros ovos, de mariposas e borboletas, que são as principais pragas –quando em fase de lagarta– das grandes culturas brasileiras. A trichogramma responde por metade do faturamento da empresa. O controle biológico de pragas embolsa menos de 1 por cento de um mercado dominado pelos agrotóxicos. A Bug atende 35 usinas de cana, de um universo de 435 no país. No setor de soja, apenetração da empresa é ainda menor.

Agência FAPESP – Uma empresa localizada em Piracicaba, no interior de São Paulo, está entre as 50 companhias mais inovadoras do mundo de acordo com o ranking da revista norte-americana de tecnologia Fast Company.
Trata-se da Bug Agentes Biológicos, start up fundada por estudantes de pós-graduação da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq), daUniversidade de São Paulo (USP), e que teve apoio do Programa FAPESP Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas (PIPE).
A empresa de controle biológico foi apontada pela revista norte-americana como a 33ª mais inovadora mundialmente, na lista encabeçada pelos gigantes de tecnologia Apple, Facebook e Google. A Bug foi considerada pela publicação a mais inovadora do Brasil, à frente da Petrobras e da Embraer.A Fast Company destaca que a Bug produz em massa vespas para combater larvas e percevejos que ameaçam lavouras de cana-de-açúcar e de soja, que representam as duas maiores e mais lucrativas culturas agrícolas do Brasil. E que, em 2011, começou a aperfeiçoar uma maneira de liberar as vespas que produz em plantações de cana-de-açúcar da mesma forma como os inseticidas são pulverizados sobre lavourasda cultura por meio de aviões.
“O Brasil é o terceiro maior exportador agrícola do mundo (atrás dos Estados Unidos e da União Europeia) e ultrapassou recentemente os Estados Unidos como o maior consumidor de pesticidas. A Bug tem a única alternativa aos inseticidas aprovado pelos ministérios da Agricultura, Meio Ambiente e Saúde”, afirmou a revista.
A Bug desenvolveu soluções a partir de um dosmétodos mais antigos utilizados pela humanidade para controlar pragas agrícolas, em que se produz em grande escala insetos programados para atingir e controlar seus inimigos naturais no campo, evitando infestações e danos às plantações.
A empresa se destaca no setor de controle biológico ao produzir parasitoides específicos para controlar ovos de pragas, o que não costuma ser feito pelos insetosproduzidos pelas empresas do setor, em sua maioria estrangeiras.
“Geralmente, as outras empresas de controle biológico produzem parasitoides que controlam lagartas, insetos que já nascem, que atacam a planta e que só então serão controlados. Nós produzimos parasitoides que controlam o ovo da lagarta ou do percevejo, impedindo que eles venham sequer nascer e causar prejuízos”, disse Alexandre...
tracking img