Bruxas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 177 (44232 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 31 de agosto de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Malleus Maleficarum – O Martelo das Bruxas

Malleus Maleficarum
- O Martelo das Bruxas Parte I

Pela primeira vez na internet em Língua Portuguesa – PT-Br

Tradução: Alex H.S. Brasil – 2007

Tradução: Alex H.S. | site: www.marymad.awardspace.com | 1

Malleus Maleficarum – O Martelo das Bruxas

Dedicado a: Maria de Magdala

Nota da versão em Língua Portuguesa Esta tradução foirealizada a partir do texto espanhol traduzido por Floreal Maza. A versão original é do século XV, e foi escrita em latim pelos monges dominicamos Kramer e Sprenger. Procuramos manter a máxima fidelidade ao texto e, tampouco nos permitimos fugir dos termos e expressões utilizados na época; acreditamos que esta também foi a intenção do tradutor espanhol. Neste sentido o leitor encontrará frases com adevida construção do pensamento durante o período do medievo e; suas metáforas e provérbios são em grande parte responsáveis para uma melhor compreensão da obra. Nosso árduo trabalho na tradução desta primeira parte, que consumiu vários meses em diversas interrupções, durante o ano de 2007, consiste em deixar o texto o mais acessível ao leitor médio, e para isso acrescentamos diversas notasexplicativas ao longo da obra, cuja finalidade obvia, é facilitar a compreensão das expressões e fatos descritos pelos autores. Sem dúvida alguma e após várias pesquisas, é com grande satisfação que estamos disponibilizando, pela primeira vez na internet, a tradução em língua portuguesa, desta genial obra do pensamento teocêntrico medieval que, resumi em sua máxima todo esforço e deliberação aplicadospela doutrina da fé, para manter em “ordem” as premissas do pensamento cristão. Enfim, esperamos ter contribuído para expansão das liberdades individuais trazendo, concomitante a corrente dos dias atuais, nova luz as virtudes do cristianismo, que acreditamos melhorar à medida que aprende com os excessos cometidos por um pensamento obscuro e intolerante. Com fé em Deus e acreditando no futuro daHumanidade, apresentamos ao irrestrito leitor, cidadão do mundo livre da internet, nossa versão brasileira da primeira parte do Malleus Maleficarum. Alex H.S. - Brasil, verão de 2007.

Tradução: Alex H.S. | site: www.marymad.awardspace.com | 2

Malleus Maleficarum – O Martelo das Bruxas

CONTÉUDO
• • • • Nota da versão em Língua Portuguesa Prólogo da edição espanhola Sobre os autores Kramer eSprenger Bula do Papa Inocêncio VIII PRIMEIRA PARTE Que trata dos três concomitantes necessários da bruxaria, que são: o demônio, um bruxo e a permissão de Deus Todo Poderoso • • • • • • QUESTÃO: Se a crença na existência de seres como as bruxas, é parte essencial da fé católica, e manter com obstinação opinião contrária, tem um manifesto conteúdo de heresia? o Sobre se é uma heresia afirmar queas bruxas existem QUESTÃO: Se concorda com a Fé Católica a afirmação de que para produzir algum efeito de magia o diabo tem que colaborar intimamente com o bruxo, ou se um sem o outro, isto é, o diabo sem o bruxo ou inversamente, pode produzir esse efeito. QUESTÃO: Se os íncubos e os súcubos podem conceber crianças. QUESTÃO: Quais demônios praticam as operações dos íncubos e súcubos? QUESTÃO: Qualé a fonte do aumento das obras de bruxaria? E de onde provem que a prática da bruxaria tenha crescido em tão notável medida? QUESTÃO: A respeito das bruxas que copulam com demônios. Porque as mulheres são as principais adeptas às superstições malignas? o Porque a superstição se encontra antes de tudo nas mulheres? o Que tipo de mulher é supersticiosa e bruxa mais que qualquer outra? o O método depregar às pessoas sobre o amor enaltecido QUESTÃO: Se as bruxas podem embotar o poder de gestação ou obstruir o ato venéreo? Esclarecem-se algumas dúvidas passageiras sobre o tema da cópula impedida pelos encantamentos malignos QUESTÃO: Se as bruxas podem operar uma ilusão prestidigitadora, de modo que o órgão masculino pareça inteiramente afastado e separado do corpo. Como distinguir um...
tracking img