Brincar de aprender

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2223 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de julho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Brincar de aprender
Ao observarmos uma criança de 05 a 07 anos podemos entrar em mundo totalmente mágico, onde um simples objeto, como um cabo de vassoura se transforma em um cavalo veloz, uma escova de cabelo se transforma em microfone, pregadeiras de cabelo se transformam em aviões e foguetes, um lençol estendido no varal se transforma em grutas de piratas ou tendas de Ali Babá e que dentrodeste cenário acreditam serem princesas, príncipes, soldados ou ladrões. Enfim, tudo que para o adulto não tenha tanto significado, para criança é uma imensa porta de uma maravilhosa aventura. Através do ato de brincar e do brinquedo é que a criança descobre seu papel no mundo.
Essas brincadeiras quase sempre acabam em discursões ou pontapés, com isso os pequenos aprendem a conhecer o ambiente queos rodeia e aprendem a aperfeiçoar suas relações sociais.
Por vezes acontece os pais estarem tão preocupados pensando quais os brinquedos mais didáticos que podem comprar para os filhos, e quais os que vão fazer ficar mais inteligentes que os outros meninos, que se esquecem de que uma boa brincadeira não exige nada de muito dispendioso ou sofisticado.
É a velha história do menino a quem mostrouuma dezena de brinquedos, cada um mais fantástico do que o outro, e escolheu uma velha fisga que estava em cima da uma mesa. A maneira como os pais reagem às brincadeiras está intimamente ligada ao prazer que as crianças retiram delas. Se estes transmitem ao filho a ideia de que brincar é pouco importante, ela não poderá divertir-se plenamente.
Os especialistas alertam: “Não se preocupem comaquele quarto eternamente desarrumado com puzzles, cubos e blocos de todas as cores é um verdadeiro passaporte para que o seu filho venha a estar entre os primeiros da turma, pois estes brinquedos para montar estimulam a criatividade da criança”. E sugerem que os pais ofereçam aos filhos a maior quantidade possível de brinquedos de montar que se possam transformar em inúmeras coisas, em vez deoutros que sejam aquilo que está à vista e nada mais. Os brinquedos com funções muito limitadas, além de pouco apelativos, despertam o interesse das crianças durante muito menos tempo.
Um educador que encoraja uma criança a brincar deve dar-lhe ideias e ajudá-la a pô-las em prática, mas deve deixá-la adaptar as brincadeiras à sua maneira e dar-lhes o seu cunho pessoal.
Se sugerir uma brincadeira aoseu aluno, não tente impor-lhe a sua vontade, dizendo-lhe que era mais giro se ele fizesse assim ou assado, ou chegando ao cúmulo de ser você a fazer tudo sozinha. Ele terá muito mais orgulho nos biscoitos defeituosos ou na torre em equilíbrio precário que fez com as próprias mãos do que uma grande obra de arte, toda perfeitinha, feita por si. Para, além disso, só dando à sua imaginação e vontadea criança pode desenvolver a sua curiosidade natural e autoconfiança. Deixe que ela assuma as rédeas da brincadeira e que lhe peça ajuda quando, e se, preciso.
Em suma, é importante brincar: sozinho, com amigos, com irmãos, com bolas, livros bonecos, barbies. Não é preciso puxar demasiado pela imaginação para garantir aos seus filhos horas de divertimento puro.
Segundo Marcellino (1990. P.126):“É só do prazer que surge a disciplina e a vontade de aprender”.
E não se esqueça de que, ao brincar, eles também estão aprendendo. Desenvolvem emocionalmente, fisicamente e mentalmente. Muitas crianças usam a brincadeira para representar o meio que vivem; se são agredidas fisicamente, transferem para a boneca toda sua raiva, batendo, colocando de castigo, gritando, mandando calar a boca, enfimfaz a inversão de papéis, incorporam o papel do agressor e o objeto em seu lugar de vítima. Muitos vão além, transformam suas frustrações e anseios em agressividade e acabam descontando nos animais domésticos. Através das brincadeiras podemos detectar desvios de personalidades.
O exemplo disso foi por volta de 38 anos atrás no interior da Bahia, onde o tradicionalismo era bem arraizado, era...
tracking img