Bonifacio

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (391 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Para o exercido da autoridade, tal como os outros regimes ditatoriais, o Estado Novo rodeou-se de um poderoso aparelho repressivo através do qual subordinava aos interesses do Estado os direitos eliberdades dos cidadãos, e desta forma, perpetuar a sua ação.
Através da instituição da censura prévia, era exercida uma rigorosa vigilância sobre todas as produções intelectuais escritas eaudiovisuais, que passava, através do laís azul, pela eliminação de palavras, imagens ou ideias consideradas ofensivas e subversivas para a ideologia do regime. Tratava-se de uma verdadeira ditaduraintelectual que levava os autores a rocurarem as mais incríveis subtilezas formas ara materializar a sua capacidade e arte.
Por uma razão ou outra e por mais ou menos tempo, muitos escritores foram detidossob a acusação de delitos políticos ou de atentado aos costumes.
Quando, em 1965, Luuanda, de Luandino Vieira, foi distinguido com o Grande Prémio de Novelística, o escândalo ocorreu não só no planoliterário como político. Em resposta, a PIDE assaltaria, encerraria e extinguiria a Sociedade Portuguesa de Escritores (SPE). Acusação: "traição à pátria". O autor estava preso pela sua intervenção naluta contra o colonialismo. A notícia seria abafada pela Censura, à excepção do Jornal do Fundão que, por tê-la publicado, foi suspenso seis meses. O júri - cujos membros foram detidos; e dois deles,entretanto, libertados - era constituído por Alexandre Pinheiro Torres, Augusto Abelaira, Fernanda Botelho, João Gaspar Simões (que votou contra) e Manuel da Fonseca.

O que têm em comum OAmante de Lady Chatterley e O Anti-Cristo? Que laços unemQuando os Lobos Uivam ou Fanny Hill? O que aproximou Sá Carneiro, Álvaro Cunhal e Mário Soares? Para todas estas questões, a mesma resposta: acensura do Estado Novo. São 900 títulos identificados como tendo sido proibidos pela ditadura entre 1933 e 1974,
Durante o Estado Novo foram confiscadas

centenas dos livros. Alguns escritores...
tracking img