Bolsa de valores e bolsa de mercadorias

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 18 (4336 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Faculdade ....
DIREITO EMPRESARIAL II
Curso Direito











BOLSA DE VALORES

E

BOLSA DE MERCADORIAS

























Olinda
2011

Alunos...








BOLSA DE VALORES

E

BOLSA DE MERCADORIAS




Trabalho do Curso de Graduação em Direito referente à Disciplina Direito Empresarial II.Professor:












Cidade
2011

SUMÁRIO



INTRODUÇÃO 4
BREVE HISTÓRICO 5
BOLSA DE VALORES - DEFINIÇÃO E FUNÇÕES 7
OBJETIVO 8
CONCEITUAÇÃO LEGAL 9
organização interna 9
COMPETENCIA DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO 9
ORGANOGRAMA 11
AS AÇÕES NA BOLSA DE VALORES 12
O PREGÃO 13
NEGOCIAÇÃO DE TÍTULOS NA BOLSA 14
SISTEMAS DE NEGOCIAÇÃO 16TIPOS DE ORDENS DE COMPRA E VENDA 18
CONCLUSÃO 19
BIBLIOGRAFIA 20














INTRODUÇÃO


Este trabalho visa apresentar de maneira resumida, a história, estrutura, funcionamento e importância da Bolsa de Valores e Bolsa de Mercadorias no sistema financeiro nacional e internacional.




























BREVE HISTÓRICO

Nodecorrer da Idade Média, as operações resumiram-se na compra e venda de moedas, letras de câmbio e metais preciosos. Os negócios nesse período ainda eram de pequena monta, pois havia falta de capital e de crédito.
Segundo alguns historiadores, as atuais Bolsas de Valores nasceram na Roma antiga. Para outros, sua origem está na Grécia antiga, onde os comerciantes se reuniam nas maiores praças paratratar de negócios. O certo é que elas surgiram nas mais antigas civilizações, com atribuições bem diferentes das bolsas de hoje.
A origem da palavra Bolsa – em sentido comercial e financeiro – está, para muitos, na cidade de Bugres, na Bélgica. O seu nome viria de Van der Burse, proprietário da casa onde se reuniam normalmente, alguns comerciantes para realização de negócios.
No anode 1141, Luiz XII instalou a Borse de Paris. Em 1698, era criada a Bolsa de Fundos Públicos de Londres. A Bolsa de Nova Iorque surgiria em 1792.
As companhias por ações surgiram no século XVII, na Holanda, com a Bolsa de Amsterdam, que foi muito bem sucedida, foi inaugurada em 1963.
Londres já era conhecida com intenso movimentos de negócios, o mercado de valores se estabeleceudefinitivamente em um único café chamado “Jonathan's Coffey-House”. E mais adiante se transformou no “Stock Exchange”.
No século XVIII estas instituições atingiram um grande desenvolvimento, quando as exigências de crédito público obrigaram os banqueiros a fracionar os empréstimos em títulos de participação. Com a expansão das sociedades por ações, permitindo grandiosos agrupamentos de capital,elas assumiram um papel preponderante na oferta e procura de capitais.
A reestruturação econômica do País, na primeira metade do século passado, exigiu a reorganização do sistema financeiro, abrangendo também a figura do corretor, contemporânea ao período colonial. As disposições sobre o ofício já apareciam na legislação, a partir do século XVIII, mas a regulamentação se deu pelo ImperadorDom Pedro II, em 14 de junho de 1845, através do Decreto n. 417, com o objetivo principal de evitar a interferência, nessas operações, de um número irrestrito de pessoas.
A partir do século XIX, as bolsas restringiram sua atuação aos mercados de capitais (títulos e valores mobiliários) e, à medida que surgiam os mercados de títulos representativos de mercadorias (commodities), foramcriados locais específicos para sua negociação (bolsas de mercadorias).
No final dos anos 90, as bolsas passaram a ser identificadas com o espírito altamente comercial dessa época. As bolsas tornaram-se o símbolo do capitalismo e encontram-se no centro desse sistema. O nível de suas atividades dá uma imagem imediata da situação socioeconômica de toda uma nação.
Em várias partes do mundo, as...
tracking img