Bmw vermelho

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2348 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic]






















































































Sumário

INTRODUÇÃO..........................................................................................................02

1. O TRATAMENTO DO ESTADO JUNTO À INTERVENÇAÕ NO SOCIAL E SUA RELAÇÃO COM SEU PÚBLICO.............................................................................03
2. AS PERSPECTIVAS DE ATUAÇÃO DO ESTADO NO PROCESSO DE CONSTRUÇÃO DAS POLÍTICAS Sociais.....................................................................04
3. AS DIREÇÕES PROFISSIONAIS DO SERVIÇO SOCIAL E SUA INCIDÊNCIA NA CONSTRUÇÃO DAS POLÍTICASSOCIAIS......................................................................05
CONCLUSÃO.....................................................................................................................06
REFERÊNCIAS..................................................................................................................07












































INTRODUÇÃO

Este texto tem comoobjetivo contribuir para a compreensão do processo de constituição e desenvolvimento das Políticas Sociais na sociedade capitalista contemporânea particularizando, o caso brasileiro e as políticas de natureza sócio assistencial, que impulsionadas pela constituição de 1988 vem alcançando centralidade na agenda social do país.
A Constituição de 1988 instituiu o arcabouço jurídico que permitiu aconsolidação do regime democrático no Brasil. Um conjunto de direitos sociais foi ali estabelecido como resultado de um longo e conflituoso processo de mobilizações sociais e políticas que marcaram os anos 70 e 80. Nessa trajetória, buscou-se ampliar o envolvimento dos atores sociais nos processos de decisão e implementação das políticas sociais, respondendo a demanda em torno da descentralização e dademocratização do Estado brasileiro. A partir da nova Carta constitucional, os conselhos se institualizaram em praticamente todo o conjunto de políticas sociais no país, representando uma nova forma de expressão de interesses e de representação de demandas e atores junto ao Estado. Ao mesmo tempo, proliferam outras formas de participação social na prestação de serviços e na própria gestão dosocial, impulsionado um movimento que havia adquirido novo vigor desde o início da década de 1980. A participação social passou a representar, em suas diversas modalidades, um elemento estruturante do Sistema Brasileiro de Proteção Social (SBPS). Sua análise oferece elementos relevantes papa o debate atual sobre políticas públicas, seja no que se refere à sua institucionalização e execução seja quantoao enfrentamento das questões sociais. Para efeitos deste trabalho, a participação social no campo campo da políticas sociais será analisada a partir de suas dimensões, ambas definidas pela constituição de 1988.
Desta forma este texto tem como objetivo abordar o processo de participação da sociedade, no âmbito das políticas sociais, no que tange à formulação, gestão e implementação e controledas políticas sociais, apontando características, potencialidades e tensões.






1. O tratamento do Estado junto à intervenção no social e sua relação com seu público alvo.

As políticas sociais apontam que elas são estruturalmente condicionadas pelas características políticas e econômicas do Estado e de um modo geral, as teorias explicativas sobre a política socialnão dissociam em sua análise a forma como se constitui a sociedade capitalista e os conflitos e contradições que decorrem do processo de acumulação, nem as formas pelas quais as sociedade organizaram respostas para enfrentar as questões geradas pelas desigualdades sociais econômicas, culturais e políticas.
Nesta perspectiva a Política Social será abordada como modalidade de...
tracking img