Biomecanica

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2438 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de março de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Universidade Paulista – UNIP
Curso de Educação Física – ICS
Campus Chácara Santo Antonio

BIOMECÂNICA DO OSSO
BIOMECÂNICA DO MÚSCULO







Professor: Bianco


São Paulo
2012

Juliana Ribeiro Cintra

BIOMECÂNICA DO OSSO
BIOMECÂNICA DO MÚSCULO

Trabalho teórico como critério parcial depromoção na disciplina Biomecânica, ministrada pelo professor Bianco.


BIOMECÂNICA DO OSSO

O estudo da biomecânica proporciona um melhor entendimento sobre uma estrutura muito complexa, o corpo humano.
A biomecânica é o estudo do movimento que pretende analisar, descrever e entender este movimento do ponto de vista da mecânica, interpretando assim, seus gestos nas tarefas diárias,considera as aplicações da mecânica clássica para analisar os sistemas biológicos e fisiológicos. Subdivide-se em forças internas, que são as forças articulares e musculares, e forças externas, onde é tudo aquilo que está localizado fora do corpo humano e que interfere na força interna, como por exemplo, a gravidade, atrito, sobrecarga externa etc.
Objetivo da biomecânica é otimizar o movimento,melhorando o rendimento(ação biopositiva) e diminuir a incidência de lesões (ação bionegativa).
O osso esta entre as estruturas mais duras do corpo, somente a dentina e o esmalte dentário são mais rígidos, é um dos tecidos mais metabólicos e dinamicamente ativos do corpo e se mantém ativo durante toda a vida. Tecido altamente vascularizado tem excelente capacidade de se auto-regenerar e pode alterarsuas propriedades e configurações em resposta às mudanças na demanda mecânica.
A biomecânica do tecido ósseo tem como função formar alavancas com os músculos, proteção aos órgãos internos e reserva de minerais. Os ossos são compostos de dois tipos de tecidos ósseos, o osso cortical ou compacto que formam a parte externa ou córtex do osso e tem uma estrutura densa similar ao marfim, e o ossotrabecular ou esponsojo, interno ao cortical é composto de finas placas, ou trabéculas, numa estrutura de malha frouxa. O tecido do osso esponjoso está arranjado em lamelas que contém lacunas concêntricas, mas não contém canais haversianos.
O tecido que forma os ossos é do tipo conectivo, que é dotado de células, fibras de matriz orgânica extracelular e substância de base. Sua diferenciação emrelação aos outros tecidos está na alta dosagem de tecido inorgânico na forma de sais minerais, que são estes que contribuem para um material rígido e resistente às cargas externas e os materiais orgânicos dão as características de flexibilidade e elasticidade à estrutura.
As células constituintes do tecido ósseo são os osteoblastos, células responsáveis em iniciar o desenvolvimento do osso, suamodelação e reformulação após a sua formação. Responsável em unir os íons de Fósforo e Cálcio, formando o Fosfato de Cálcio (CaHPO4), dando ao osso a característica de dureza. A deposição é regulada pela pressão parcial exercida sobre o osso, quanto maior a pressão, maior a deposição. Os osteoclastos são células grandes presentes em quase todas as cavidades ósseas e funcionam para promover areabsorção do osso, são responsáveis em quebrar os sais e digerir a porção protéica do osso, sendo absorvida pelo líquido extracelular circundante nos canalículos ósseos, a ação dos osteoclastos permite ao osso não ficar denso e pesado demais. Os osteócitos são células maduras derivadas dos osteoblastos, residentes em lacunas da matriz óssea, adaptam-se à forma da lacuna e irradiam canalículos que entramem contato com outros canalículos de osteócitos vizinhos tornando em junções comunicantes que a partir deste vão compartilhar íons, nutrientes e fluidos extracelular, desta forma, participam do processo de reabsorção óssea.
Todos os ossos são envolvidos por uma densa membrana fibrosa chamada periósteo que é uma bainha de tecido conjuntivo que reveste a superfície externa do osso, exceto das...
tracking img