Biografia padre antonio vieira

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (467 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 1 de dezembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
 A 6 de Fevereiro de 1608, nasce em Lisboa António Vieira, com apenas 6 anos parte para o Brasil, com a sua família. O pai do Padre António Vieira foi nomeado escrivão da Relação na Baía.
Aluno doColégio dos Jesuítas na Baía, sente vocação religiosa. Os holandeses ocupam a cidade, os jesuítas, com Vieira, refugiam-se numa aldeia do sertão. Prega pela primeira vez. É ordenado sacerdote, éMestre em Artes e exerce a função de pregador. Pronuncia nos anos seguintes alguns dos seus mais notáveis Sermões. Parte para Portugal na embaixada de fidelidade ao novo rei, é preso em Peniche nodesembarque e torna-se amigo e confidente de D. João IV e prega na Capela Real e publica um sermão avulso. Na "Proposta a El-Rei D. João IV "declara-se favorável aos cristãos novos e apresenta um plano derecuperação económica. Nomeado pregador régio, inicia a actividade diplomática indo à Holanda. Vai a França e fala com Mazarino. Emite um parecer sobre a compra de Pernambuco aos holandeses e defende acriação da província do Alentejo. É ameaçado de expulsão da Ordem dos Jesuítas, mas D. João IV opõe-se. Vai a Roma, para contratar o casamento de D. Teodósio. Parte para o Brasil como missionário noMaranhão. – 1654: Em 1654 prega o  Sermão de Santo António aos peixes e embarca para Lisboa a fim de obter novas leis favoráveis aos índios. Prega na capital, entre outros,  o Sermão da Sexagésima eregressa ao Maranhão com as novas leis. Escreve Esperanças de Portugal - V Império do mundo. É expulso, com os outros jesuítas, do Maranhão, pelos colonos. Golpe palaciano que entrega o governo a D.Afonso VI, desterro no Porto. Desterro para Coimbra e depõe no Santo Ofício sobre a sua obra Esperanças de Portugal.  Escreve a História do Futuro e adoece gravemente.  É preso pela Inquisição, depoismantido em custódia. Entrega a sua defesa ao Tribunal, é interrogado inúmeras vezes. É lida a sentença que o priva da liberdade de pregar e D. Afonso VI é afastado do trono. É mantido em custódia em...
tracking img