Biografia dos pensadores do iluminismo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 19 (4546 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
BIOGRAFIAS

John Locke
(1632 – 1704)



John Locke foi um importante filósofo inglês. É considerado um dos líderes da doutrina filosófica conhecida como empirismo e um dos ideólogos do liberalismo e do iluminismo. Nasceu em 29 de agosto de 1632 na cidade inglesa de Wrington, Somerset, região sudoeste da Inglaterra. Era filho de um pequeno proprietário de terras, que, mesmo deorigem humilde, preocupou em dar uma boa educação ao jovem Locke.
John Locke foi um político de pensamento liberal. Estudou na escola de Westminster e em Oxford, que seria seu lar por mais de 30 anos. Os estudos tradicionais da universidade não o satisfaziam, mas aplicou-se. Foi admitido na Sociedade Real de Londres, a academia científica, em 1668, para estudar medicina: graduou-se seisanos depois, mas sem o título de doutor.
Locke fazia uso da razão para alcançar a verdade. Para ele,
a educação seria a única medida possível para a transformação do mundo. Foi grande defensor do poder transformador das instituições de ensino. De acordo com seus ensaios, o homem nascia sem dominar nenhuma forma de conhecimento e, somente com o passar dos anos, teria a capacidade deacumulá-lo.
Foi precursor do pensamento iluminista na política. Como pensador, ele atuou pelo direito à propriedade e o fim da interferência governamental na sociedade. Em sua obra, afirmou que a organização das leis e do Estado deve ser feita com o objetivo de garantir o respeito aos direitos naturais. A garantia dos direitos naturais do povo (a proteção da vida, da liberdade e dapropriedade de todos) é definida por ele como a única razão de ser de um governo. Se um governante não respeita esses direitos, os governados podem derrubá-lo e substituí-lo por outro mais competente.
O filósofo se destacou como escritor de economia, ativista político e revolucionário. Locke pregava a garantia dos direitos naturais do povo, que contavam com o direito de proteção da vida, daliberdade e da propriedade. Seu pensamento contribuiu para transformar a sociedade ocidental no final do século XVIII.
O reconhecimento do legado de Locke ocorreu quando ele ainda era vivo. Durante a vida, teve a oportunidade de ocupar importantes cargos administrativos e exerceu funções de caráter diplomático. Na Inglaterra, chegou a ocupar o cargo de membro do Parlamento e defendeu odireito dessa instituição indicar os ministros que viessem a compor o Estado.
Respeitado por vários outros representantes do pensamento liberal, John Locke faleceu em 28 de outubro de 1704, no condado de Essex (Inglaterra). Nunca se casou ou teve filhos.
Locke exerceu enorme influência sobre todos os pensadores de seu tempo e foi uma das principais referências teóricas para oslíderes das revoluções que, a partir do final do século 18, transformaram a sociedade ocidental.
Principais obras de John Locke: Cartas sobre a tolerância (1689); Dois Tratados sobre o governo (1689); Ensaio a cerca do entendimento humano (1690); Pensamentos sobre a educação (1693).
Frases de John Locke:
"Não se revolta um povo inteiro a não ser que aopressão é geral."
"A leitura fornece conhecimento à mente. O pensamento incorpora o que lemos".
"As ações dos seres humanos são as melhores intérpretes de seus pensamentos".

Charles De Secondat Montesquieu
(1689 – 1755)



Charles de Secondat Montesquieu nasceu em 18 de janeiro de 1689, em Bordeaux, na França. De origem nobre, estudou em casa até completar 11anos, quando entrou para o Colégio Juilly, onde foi instruído por padres oratorianos que ensinavam a teoria iluminista da época.
Aos 16 anos, ingressou na faculdade de Direito da Universidade de Bordeaux, onde estudou direito romano, biologia, física e geologia. Esses estudos permitiram a Montesquieu se aprofundar no estudo iluminista, aliando ciências naturais a questões humanas....
tracking img