Biografia arquiteto salvador candia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (547 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 16 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Outra experiência importante foi
o Conjunto Residencial Jardim Ana Rosa, de 1950,
um empreendimento privado de grandes proporções,
promovido pelo Banco Hipotecário Lar Brasileiro,
para a pequenaburguesia urbana paulistana,
contendo moradia e comércio, desenhados por
renomados arquitetos, entre eles Abelardo de
Souza, Salvador Cândia, Plínio Croce, Roberto Aflalo
e Walter Kneese.Candia, Salvador (1924 - 1991)  
Biografia
Salvador Candia (Campo Grande MS 1924 - São Paulo SP 1991). Arquiteto e professor. Filho de uma família de origem italiana, muda-se para São Paulo em 1933.Forma-se arquiteto, em 1948, na Faculdade de Arquitetura da Universidade Mackenzie. Durante a graduação, participa do grupo de alunos responsáveis pela criação da revista Pilotis, dentre os quais seencontram Carlos Millan (1927-1964), Jorge Wilheim (1928- ) e Luiz Roberto Carvalho Franco (1926-2001). Em 1947, faz uma viagem de estudos à Europa e Estados Unidos, onde conhece Bernard Rudofsky(1905-1988) e Phillip Johnson (1906-2005), e entra em contato com a obra de Ludwig Mies van der Rohe (1886-1969). Em 1948, integra o grupo de artistas e intelectuais que fundam Museu de Arte Moderna de SãoPaulo (MAM/SP), tendo participado posteriormente na organização das Bienais de arte promovidas pelo museu. Colabora nos escritórios de Rino Levi (1901-1965), Oswaldo Bratke (1907-1997) e VilanovaArtigas (1915-1985), e inicia a sua trajetória profissional conquistando o primeiro prêmio do concurso nacional para a Estação Ferroviária de Pampulha (1950), em co-autoria com Jacob Ruchti (1917-1974) ePlínio Croce (1921-1984). Entre as décadas de 1950 e 1980, realiza diversas parcerias em projetos de edifícios comerciais e habitacionais para o então aquecido mercado imobiliário paulistano, dentre osquais figuram o Edifício João Ramalho (1954-1957), realizado com Plínio Croce (1921-1984) e Roberto Aflalo (1926-1992), e premiado na 4ª Bienal de São Paulo (1957), o Edifício Metropolitano (1960)...
tracking img