Bem e mal

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 16 (3852 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Escola Tecnica Estadual Irmao Pedro
Materia de Filosofia

Wesley Raber Alves

Filosofia: Ensino Medio

Porto Alegre – RS
2011

Wesley Raber Alves

Filosofia: Ensino Medio

Monografia: Cursando Informatica Avancado,
E fazendo Ensino Medio na Escola
Tecnica Estadual Irmao Pedro.

Area de Concentracao:
Data de Defesa: 17 de novembro de 2011
Resutados:________________________Examinadora:
Alexandra Prof:_____________________________
Filosofia/Sociologia – Escola Tecnica Irmao Pedro.

Porto Alegre – RS
2011
Dentro da síntese que Santo Tomás realizou entre o pensamento de Aristóteles e a tradição medieval, harmonizando razão e revelação, uma visão natural do direito aponta para um destino sobrenatural e a vidasocial temporal justifica-se apenas em vista do fim eterno. Marsílio de Pádua manteve essa visão como base para sua compreensão do direito, apesar de ter levado às últimas conseqüências o naturalismo aristotélico-tomista no plano político. Permanecendo ligado à Tradição religiosa, ele combina propostas políticas radicais com a manutenção do ideal de uma sociedade cristã. Este trabalho tem porobjetivo mostrar porque Marsílio conserva a essência do pensamento político-filosófico de Santo Tomás, ao postular que o bem ético da justiça não se completa com a realização social terrena.
Palavras-Chave: Lei Social; Estado; Santo Tomás, Marsílio de Pádua.
ABSTRACT: Inside of the synthesis that Saint Thomas realized between the Aristotle’s thought and the Christian Tradition, harmonizing reason andrevelation, a natural Law perception points to a supernatural destination and the social good is justified only in sight of the perpetual end. Marsilius of Padua kept this vision and, although to have taken to the last consequences the Aristotle’s and Thomas’ naturalism in the politician ground, he remained on the religious Tradition, combining radical political proposals with the maintenance ofthe ideal of Christian society. This article has for objective to show why Marsilius conserves the essence of the Saint Thomas’ politician-philosophical thought, when claiming that the justice ethical good cannot be complete in the social temporal accomplishment.
Kei-Words: Social Law; State; Saint Thomas; Marsilius of Padova.

INTRODUÇÃO
Nosso principal objetivo neste trabalho é apresentar que,no que tange à finalidade última do direito e das leis sociais, ligada à busca de uma justiça perfeita, os pensamentos de Marsílio de Pádua e Santo Tomás coincidem, apesar de terem dado contribuições opostas para a interpretação da política eclesiástica medieval. Santo Tomás, de um lado, afirma a superioridade incondicional do poder dos papas diante do governante político; Marsílio, por outrolado, afirma veementemente a superioridade jurídica das ordens do governante. Além disso, objetivamos mostrar que Marsílio conserva a essência do pensamento político-filosófico de Santo Tomás quando postula que o bem supremo não pode ser realizado apenas na ordem temporal.
Para atingir os fins que nos propomos, dividimos o trabalho em duas partes. Na primeira, mostramos a perspectiva de Santo Tomássobre o poder e a origem e fim do direito e do Estado, que aponta para o fim sobrenatural do homem. Na segunda, apresentamos a perspectiva de Marsílio de Pádua, sua colocação histórica e as possíveis mudanças e permanências em relação ao pensamento de Santo Tomás de Aquino.

1. A PERSPECTIVA DE SANTO TOMÁS
Sabemos que Santo Tomás empreendeu uma síntese entre o pensamento de Aristóteles e a fécristã revelada na Escritura, cujos traços mais marcantes representam um legado de força indiscutível, no campo da Filosofia Jurídica, com sua teoria do direito natural. Com o objetivo de harmonizar razão e revelação em uma visão de mundo que tem em Deus seu fim último, seu pensamento gerou a noção de que a razão natural aponta sempre para um destino eterno e que o significado último da justiça...
tracking img