Autobiografia virgilio ferreira

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (376 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Autobiografia de…
Virgílio Ferreira

O meu nome é Virgílio António Ferreira, nasci a 28 de Janeiro de 1916 em Melo, Lisboa.
Sou filho de António Augusto Ferreira e deJosefa Ferreira.
Em 1920, os meus pais decidiram emigrar para os Estados Unidos, deixando-me, tanto a mim como aos meus irmãos, ao cuidado das minhas tias maternas.
Esta dolorosa separação deu-meinspiração para a descrever em “Nitido Nulo”.
A Neve branca foi e sempre será um dos meus elementos fundamentais para o meu imaginário romanesco, e é o pano de fundo da minha infância e adolescência,passadas na zona da Serra de Estrela.
Quando tinha 10 anos, após uma peregrinação a Lourdes, entrei no seminário do Fundão, o qual frequentei durante seis anos. Através desta vivência realizei “ManhãSubmersa” sendo, este, o tema central.
Em 1932, acabei por deixar o seminário e foi nesse mesmo ano que realizei o final do meu Curso Liceal no Liceu da Guarda. Entrei para a faculdade de Letras daUniversidade de Coimbra, continuando a dedicar-me à poesia, que nunca havia sido publicada, tendo como excepção alguns versos lembrados em “Conta-Corrente” e, só em 1939 é que escrevo o meu primeiroromance, “O Caminho Fica Longe”.
Licenciei-me em Filologia Clássica em 1940. Passados dois anos acabei por finalizar o Estágio no Liceu D.João III, em Coimbra. A partir desse ano comecei a leccionar emFaro. Também em 1942, publiquei o ensaio “Teria Camões lido Platão?” e, durante as férias passadas em Melo, escrevi “Onde Tudo foi Morrendo”.
No ano de 1944, passei a leccionar no Liceu de Bragança,onde acabei por publicar “Onde Tudo foi Morrendo” e escrevo “Vagão J”.

Embora tenha sido formado como professor, foi como escritor que mais me distingui. O meu nome, ainda hoje continua associado àliteratura, através da atribuição do Prémio Virgílio Ferreira. Em 1992, fui galardoado com o Prémio Camões.
A minha vasta obra foi dividida em ficção (romance, conto), ensaio e diário, e costuma...
tracking img