Ausculta fisiologia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2662 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 28 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
1- INTRODUÇÃO



As vibrações produzidas em estruturas cardíacas e vasculares, durante o ciclo cardíaco, propagam se até a superfície do corpo, obedecendo às leis da Física, que regem a condução de ondas através de meios de constituição diversa. Elas apresentam, na interface entre tais meios, refração e reflexão, com perda progressiva de energia ao longo do trajeto. Os ruídos e soprosproduzidos no sistema cardiovascular correspondem a fenômenos sonoros que podem ser descritos de acordo com três características físicas fundamentais: intensidade (amplitude), freqüência (tonalidade) e qualidade (timbre). A intensidade de uma onda sonora diz respeito à quantidade de energia por unidade de área, perpendicular à direção de propagação, que compõe o referido som. A freqüência da ondasonora corresponde ao número de vibrações que ocorrem por unidade de tempo, sendo expressas, geralmente, em ciclos por segundo (cps) ou Hertz (Hz), o que equivale a 1 cps. A sensação auditiva, subjetiva, determinada pela freqüência das ondas sonoras é a tonalidade, que permite caracterizar os sons na dependência do predomínio dos componentes de baixa freqüência (graves) ou alta freqüência(agudos). A terceira característica fundamental é a qualidade (timbre) do som percebido pelo ouvido humano.
Os sons produzidos no sistema cardiovascular são, na verdade, composições de diferentes freqüências sonoras. A análise dessas misturas complexas
de freqüências diversas permite identificar freqüências que são múltiplas de uma freqüência fundamental (harmônicas) e dão ao som percebido peloouvido humano um timbre mais musical ou menos musical, na dependência do número de freqüências harmônicas que o compõe, o que permite caracterizar um sopro como musical ou um ruído como metálico.
O ouvido humano tem a capacidade de perceber vibrações sonoras, com freqüências variando entre 20 e 20.000 Hz. As freqüências superiores a 20.000
Hz são chamadas de ultra-sônicas, enquanto asinferiores a 20 Hz são infra-sônicas. Estas, ainda que não sejam audíveis, podem ser percebidas pelo tato, como ocorre, por exemplo, na palpação do impulso apical.
O limiar de audibilidade do ouvido humano varia em função da freqüência do som, sendo que os menores limiares ocorrem para sons de freqüência entre 1.000
e 2.000 Hz, onde estão as freqüências da fala, verificando-se limiaresprogressivamente maiores para freqüências sonoras maiores e menores que as citadas. Isso significa que sons em tal faixa de freqüência serão percebidos com maior facilidade. Além disso, devese ter presente que a intensidade com que um determinado som é percebido (sensação subjetiva) não depende apenas da quantidade de energia que o compõe (amplitude), mas da inter-relação de amplitude com atonalidade (freqüência) do som. Outro aspecto que merece destaque relaciona-se ao fato de que a maioria dos sons produzidos no sistema cardiovascular, que
apresentam importância para o processo de ausculta cardíaca, situam-se em uma faixa de freqüência entre 20 e 500 Hz, uma região de limiar da audibilidade relativamente elevado. A sensibilidade do ouvido humano também é influenciada pela intensidade desons temporalmente próximos. Assim, um ruído muito intenso, em determinada posição do ciclo cardíaco, pode dificultara percepção de outro som, menos intenso, em outra localização do ciclo cardíaco.











































2- Objetivo


Verificar a geração das bulhas cardíacas e identificar as áreas de ausculta das válvulascardíacas no tórax.













































3- Material e Métodos

-Estetoscópios

A técnica de ausculta cardíaca, como ocorre com todo método de propedêutica clínica, deve, obrigatoriamente, envolver uma seqüência lógica e sistematizada de procedimentos direcionados no sentido de se obter o conjunto de informações...
tracking img