Aula 1 analise textual

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 18 (4264 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de março de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
ANÁLISE TEXTUAL – CONCORDÂNCIA NOMINAL E VERBAL

Na língua culta, os indivíduos são exigentes tanto em relação à concordância nominal, quanto em relação à concordância verbal. Ao dizermos “As menina veste azul”, a ausência de concordância, tanto nominal, quanto verbal, marca-nos socialmente. Observemos as sentenças a seguir:
1. As duas menina bonita já saiu.
2. A gente vamos aocinema.
3. Os pessoal já chegou.  

Ao lermos as três sentenças acima, percebemos que há inadequações na forma como as palavras foram combinadas. Para sanar os problemas nelas encontrados, é preciso:

1. Os determinativos ‘as’ e ‘duas’ devem concordar com o substantivo menina. Além disso, será preciso ajustar o verbo de modo que ele concorde com o sujeito que ficará no plural(“saíram”).
2. ‘A gente’, apesar de fornecer uma ideia de plural, vem acompanhado de verbo na terceira pessoa do singular.
3. A palavra ‘pessoal’ nos fornece a ideia de plural, mas, por se tratar de substantivo coletivo, o verbo e o determinativo devem estar no singular.

Seguindo-se o exposto acima, as frases ficarão:

1’. As duas meninas bonitas já saíram.
2’. A gente vai aocinema.
3’. O pessoal já chegou.

Assim, concordância nominal consiste na adaptação de determinantes e modificadores ao núcleo do sintagma nominal em questão, de uns nomes aos outros, harmonizando-se nas suas flexões com as palavras de que dependem. Quando pensamos na concordância verbal, tratamos de um processo de adaptação entre o sujeito e o verbo.
 

A CONCORDÂNCIA NOMINALREGRA GERAL. O adjetivo, o artigo, o numeral e o pronome adjetivo concordam com o substantivo em gênero (masculino ou feminino) e número (singular ou plural).

Exemplo: Um médico atencioso / Uns médicos atenciosos / Uma médica atenciosa / Umas médicas atenciosas

REGRAS ESPECÍFICAS.

ADJETIVO POSPOSTO

1. Concordância lógica ou concordância atrativa. Quando o adjetivo vem posposto adois ou mais substantivos no singular e do mesmo gênero, pode ir para o singular (concordância atrativa) ou plural (concordância lógica ou gramatical).

Exemplos:

Fiquei encantado com as serras e a gente mineiras.
Fiquei encantado com as serras e a gente mineira.

Elas foram nora e filha dedicadas.
Elas foram nora e filha dedicada.

Atenção. Quando os substantivos são do mesmo gênero osdois modos de se fazer concordância podem ser realizados, embora as primeiras sejam mais adequadas porque mostram que a característica é atribuída aos dois substantivos.

Quando o adjetivo se referir claramente ao último substantivo, a concordância com este será obrigatória.

Exemplo: O casaco e o perfume francês eram dele.

2. Concordância atrativa. Quando o adjetivo vem depois de dois oumais substantivos no singular e de gêneros diferentes, o adjetivo vai para o plural masculino ou concorda com o substantivo mais próximo.

Exemplo: O presidente vestia calça e paletó escuros (escuro).

Observação: A concordância do adjetivo com o último substantivo será obrigatória quando:

a) o sentido assim o exigir.
Exemplos: Comprei na feira um pano de chão e frutas frescas.

b) ossubstantivos forem sinônimos.
Exemplo: Minha tia passou por dor e sofrimento demasiado.

c) os substantivos estiverem no plural.
Exemplo: Eles estão sempre com os corações e as casas abertas.

ADJETIVO ANTEPOSTO. A concordância é feita de acordo com a função sintática do adjetivo.

3a) Adjunto adnominal. Quando o adjetivo vier anteposto a mais de um núcleo substantivo do mesmo gênero e númeroou não, ele concordará necessariamente com o substantivo mais próximo.
Exemplo:
Sua mãe e filhas podem ficar aqui.
Lembre-se: Sua é pronome adjetivo (indica posse).

3b) Predicativo. Quando o adjetivo funciona como predicativo de um sujeito composto ou de um objeto composto, preferencialmente, concorda com todos os núcleos desses termos. [1]

Exemplo: Pai e filho são talentosos....
tracking img