Auguste comte

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 26 (6383 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 12 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Elisângela de Lacerda Oliveira
Turma 1NB

Professor: Fabiano Tizzo
Sociologia/ História

São Caetano do Sul
08/05/2012.
Vitor Rosa Silva
Ordem e Progresso
O Positivismo de Auguste Comte:
A Lei dos Três Estados
Trabalho monográfico apresentado ao Curso de Serviço Social.
Em Sociologia/ história, turma 1NB, da Faculdade UNIESP, como requisito parcial para obtenção de nota econhecimento na área estudada.
Orientador: Prof. Fabiano Tizzo

Sumário

1) INTRODUÇÃO ...............................................................................................4
2) O SISTEMA FILOSÓFICO DE COMTE .................................................5
2.1) CONCEPÇÃO HISTÓRICA DO ESPÍRITO POSITIVO................................7
2.1.1 ) Ordem por base, progresso por fim.....................................................9
2.2) O ESPÍRITO POSITIVO...........................................................................11
3) A LEI DOS TRÊS ESTADOS........................................................................14
3.1) ESTADO TEOLÓGICO..............................................................................15
3.2) ESTADOMETAFÍSICO..............................................................................16
3.3) ESTADO POSITIVO...................................................................................17
4) OS IMPACTOS DO POSITIVISMO...............................................................19
4.1) CRÍTICAS AO POSITIVISMO....................................................................20
4.2) O POSITIVISMO NOBRASIL....................................................................21
5)CONCLUSÃO................................................................................................22
5.1) CONSIDERAÇÕES FINAIS.......................................................................23
REFERÊNCIAS ................................................................................................24-------------------------------------------------


1) INTRODUÇÃO

O positivismo foi uma linha que surgiu posteriormente ao idealismo, iniciando-se na segunda metade do século XIX. Esse sistema evoca uma reação contra o idealismo, requisitando maior consideração para com a experiência e os dados positivos. A fundamental diferença entre ambos é queo idealismo busca uma interpretação dos fatos, tendo como parâmetro a razão; em contrapartida o positivismo limita-se as experiências imediatas, sensíveis e puras, assim como o empirismo. Tendo em vista a formulação da lei dos três estados, Comte chegou a dar idéia na reorganização social naquela época, em uma nova estrutura administrativa das grandes indústrias, no qual segundo ele, deveriam seradministradas por homens de grande saber intelectual, para alçar um bom resultado. Comte, ao considerar a sociologia como ciência positiva, admitiu a existência de certas constantes regularidades nos fatos sociais, que permitiam a indução de leis objetivas e válidas como as da física. Apesar da críticas sofridas pelo positivismo, não podemos negar o fato de que sua manifestação acadêmica cumpriauma função útil e necessária no tempo e espaço em que foi formulada. Conhecer os estudos de Comte é a maneira mais adequada para se formular críticas ao positivismo filosófico e suas implicações sociais. Outro problema na abordagem crítica do positivismo decorre de um consenso tácito no sentido de se superarem os modelos do século XIX. Assim muitos teóricos e pesquisadores se opõem ao positivismo,auxiliados pelas descobertas da ciência no século XX, confrontando as novas descobertas com os dogmas postulados por Augusto Comte.
Contudo, o objetivo deste artigo é bastante simples: Demostrar a aplicabilidade da teoria dos três estados de Augusto Comte na construção do verdadeiro espírito positivo...
tracking img