Auditoria em enfermagem

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1129 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 8 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
1 – INTRODUÇÃO

1. – CONTEXTUALIZAÇÃO




A qualidade da assistência é uma atenção especial por parte das organizações e profissionais que prestam os serviços de saúde, tanto do ponto de vista do paciente quanto do ponto de vista da instituição que presta seus serviços (OLIVEIRA; LEGRAMANTI; HORITA, 2011).


Segundo Oliveira, Legramanti, Horita (2011, p.2) “A saúde é um dosprincipais fatores que influenciam a qualidade de vida das Pessoas”.

De acordo com a lei nº 8080 de 19 de setembro de 1990 art. 2 §1º e 2º e art. 3º, informa que é dever do governo garantir o direito a saúde da população, provendo condições indispensáveis ao seu pleno exercício. Entre outros, a alimentação, a moradia, o saneamento básico, o meio ambiente, o trabalho, a renda, a educação,o transporte, o lazer e o acesso aos bens e serviços essenciais; os níveis de saúde da população expressam a organização social e econômica do País, no entanto o dever do estado não exclui o das pessoas, da família, das empresas e da sociedade (BRASIL, 1990).

A fim de garantir a qualidade dos serviços prestados aos clientes, nos dias atuais, grandes empresas têm-se preocupadoem utilizar a auditoria, de forma contínua em suas organizações, visto que os clientes estão cada vez mais convictos de seus direitos (CAMELO; et al., 2009, p. 1019)

No Brasil a auditoria surgiu de acordo com Luz; Martins e Dynewincz (2007, p.345), com a vinda de empresas internacionais e com o crescimento das nacionais, a partir da evolução dos mercados capitais. Porém, só foioficializada em 1968, através do Banco Central do Brasil.


A auditoria na saúde tem ampliando a sua atuação no que diz respeito à assistência tendo em vista a qualidade prestada ao paciente e seus envolvidos como hospital e operadora de plano de saúde. Assim, Luz; Martins e Dynewincz (2007, p.346) afirmam que para garantir um pagamento justo é necessário conferir os procedimentos executados com osvalores cobrados, de acordo com os acordos fechado de cada instituição, fazendo desta forma uma análise que envolve aspectos qualitativos e quantitativos da assistência prestada. Uma avaliação da eficácia, efetividade e eficiência do processo em atenção à saúde.


Os serviços de enfermagem são incluídos não só a formação do enfermeiro e sim, o processo de restauração da saúde do cliente,a melhoria das condições de vida, as orientações quanto o autocuidado, a simplificação e a segurança nos procedimentos de enfermagem, como também o resultado da qualidade dos registros e documentação de toda as ações de enfermagem relatadas em prontuários. É com base nesses registros, que o enfermeiro pode construir uma auditoria de qualidade, obtendo os melhores resultados operacionais tantopara o paciente quando para a operadora do plano e prestadora dos serviços (SETZ; D´INNOCENZO, 2009).


Desta forma o profissional de enfermagem ocupa um papel fundamental para que os pacientes recebam um atendimento de excelência e qualidade, obtendo um retorno esperado para a instituição que presta o serviço de saúde (OLIVEIRA; LEGRAMANTI; HORITA, 2011).


Oprontuário do paciente a cada dia vem se firmando legalmente como ferramenta importante na avaliação da qualidade da assistência prestada aos clientes no hospital fornecendo informações vitais para processos judiciais e convênios de saúde. Os registros do prontuário do cliente são também utilizados para fins de faturamento/cobrança, para auditoria interna ou externa para obtenção de dados estatísticos sobreas atividades realizadas e para análise institucional (RODRIGUES; PERROCA; JERICÓ, 2004, p.211).

É de extrema importância o papel do enfermeiro na auditoria de planos de saúde e na auditoria in loco, nos hospitais, onde é focado a qualidade da assistência de enfermagem, mantendo o equilíbrio entre os custos e a qualidade no atendimento (OLIVEIRA; LEGRAMANTI; HORITA, 2011).

Assim,...
tracking img