Ativos f tangiveis

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1353 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 31 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Contabilidade Financeira II
2008/2009

Activos Fixos
Tangíveis

ACTIVOS FIXOS TANGÍVEIS (IAS 16)

Conceitos Gerais e Mensuração inicial
Mensuração após o reconhecimento



Modelo do custo
Modelo de revalorização

Métodos de depreciação:





Método da linha recta (quotas constantes)
Método do saldo decrescente (quotas
degressivas)
Método das unidades de produçãoDesreconhecimento
© - Contabilidade Financeira II – 2008/ 2009 – 1º Semestre

2

1

Conceito e Mensuração Inicial
Items tangíveis que:
Sejam detidos para uso na produção ou fornecimento de bens e
serviços, para arrendamento a outros ou para fins administrativos; e
se espera que sejam usados durante mais do que um período.

Mensuração inicial: Custo

suportado com a compra

Quantiaem dinheiro ou seu equivalente pago, ou;
Justo valor de outra compensação entregue, para adquirir o activo.

© - Contabilidade Financeira II – 2008/ 2009 – 1º Semestre

3

Mensuração após reconhecimento

Modelo do custo
Custo Histórico – Depreciações acumuladas – Perdas de Imparidade
acumuladas
OU
Modelo de Revalorização
Justo Valor – Depreciações acumuladas subsequentes à data darevalorização – Perdas de Imparidade acumuladas subsequentes à
data da revalorização. As revalorizações devem ser feitas com
suficiente regularidade.
O modelo deve ser o mesmo para uma classe inteira de activos fixos
tangíveis.

© - Contabilidade Financeira II – 2008/ 2009 – 1º Semestre

4

2

Justo valor
Justo Valor - valor pelo qual um activo pode ser transaccionado entre
partesconhecedoras e dispostas a realizar negócio numa transacção
ao seu alcance.

Justo valor de terrenos e edifícios: a partir de provas com base no
mercado por avaliação realizada por avaliadores profissionalmente
qualificados

Justo valor de instalações e equipamento: valor de mercado
determinado por avaliação.

Se não houver provas com base no mercado o justo valor pode ser
estimado combase no rendimento ou pelo custo de reposição
depreciado.

© - Contabilidade Financeira II – 2008/ 2009 – 1º Semestre

5

Revalorização
Tratamento Contabilístico da Revalorização
O valor bruto do Activo é substituído:
pelo justo valor de um bem idêntico mas novo, sendo as Amortizações
Acumuladas ajustadas, ou
seu justo valor, eliminando-se as Amortizações Acumuladas (muito
utilizadopara edifícios)

Se a revalorização é positiva / aumento:
Excedente de Revalorização
Capital próprio
Se a revalorização é negativa / diminuições:
Custo (DR)
Reversão excedente de revalorização:
CP
Reversão diminuição de revalorização: Proveito (DR)
(uma vez que foi previamente reconhecido como custo do exercício)

© - Contabilidade Financeira II – 2008/ 2009 – 1º Semestre

6

3 Depreciação
Depreciação: reflecte o uso, a depreciação do bem. Não se
aplica, de uma forma geral, a terrenos e a investimentos em curso.
Valor a depreciar:
deve deduzir o valor residual. Na prática, o valor residual é muitas
vezes insignificante e imaterial no cálculo da quantia depreciável.
A depreciação começa quando o activo estiver disponível para
uso.

© - Contabilidade Financeira II– 2008/ 2009 – 1º Semestre

7

Métodos de depreciação
O Método de depreciação deve reflectir o modelo por que se
espera que os benefícios económicos do activo sejam
consumidos pela entidade.
Método da linha recta (quotas constantes);
Método do saldo decrescente (quotas degressivas);
Método das unidades de produção.

© - Contabilidade Financeira II – 2008/ 2009 – 1º Semestre

8

4 Método da Linha Recta

Método da Linha Recta (ou das Quotas Constantes)
Ano

Valor bruto

Depreciação anual

Depreciação acumulada

Valor líquido

1

100.000

25.000

25.000

75.000

2

100.000

25.000

50.000

50.000

3

100.000

25.000

75.000

25.000

4

100.000

25.000
100.000

100.000

0

© - Contabilidade Financeira II – 2008/ 2009 –...
tracking img