Asilo na boca do povo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1325 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de setembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
“O ASILO NA BOCA DO POVO”

Elisangela Gomes
Acadêmica do Curso de Direito-FAPAS, Santa Maria, RS.
Elis.vendas@hotmail.com
Jaqueline Baratto
Acadêmica do Curso de Direito-FAPAS, Santa Maria, RS.
Jaqueline_baratto@hotmail.com
Professora Doutora Orientadora: Carmem Maria Andrade
FAPAS, Santa Maria, RS.
carmem@brturbo.com.br
RESUMO
Este estudo fruto de uma PesquisaDescritiva do tipo Estudo de Caso Qualitativo, teve como objetivo verificar como a população vê os asilos. Os participantes foram escolhidos aleatoriamente, todos do sexo M/F, entre 17 e 71 anos, escolhidos aleatoriamente, os quais receberão nomes de ruas, que na versão final do estudo aparecerão seguidos de uma barra com número correspondente a idade e a letra F para feminino e a M para masculino. Acoleta de informações foi feita através de entrevistas pelos autores, na rua. A análise das informações será através de Análise de Conteúdo. Os resultados mostram que a população ainda tem uma visão arcaica dos asilos, que eram abrigo para pessoas abandonadas ou não desejadas pela sociedade-loucos, crianças, moradores de rua, protitutas, velhos. Todos juntos. A má fama ainda é reforçada nos dias dehoje, quando denuncias de maus-tratos são divulgadas na mídia. Acredita que os asilos ainda são locais de abando familiar, sujo, tristes, nebuloso, sem vida, local para se esperar a morte. Estas instituições para muitos são um porto seguro, por não ter renda que lhe mantenha dignamente no convívio social, por não ter uma família ou vínculos afetivos que o mantenha em sua própria casa ou de umfamiliar, por estar velho e dependente. Assim constatamos que para os cidadãos de baixa renda, estar em um asilo significa ter acesso a atendimento médico e a outros cuidados com a saúde que não conseguiriam do lado de fora, e para os de poder aquisitivo mais elevado, significa o resgate do convívio social, já que, em geral, eles vão para o asilo ao perder a autonomia e a capacidade de gerir a própriavida. Nas instituições destinadas a pessoas de sua idade, têm a oportunidade de conviver com outras com interesses semelhantes e de participar de atividades em grupo. A visão da população é de que as pessoas vão para os asilos porque estão nas últimas, mas não é bem assim, nos asilos estão protegidos, têm um lar. É preciso ainda melhorar muitas coisas dentro dos asilos públicos como as, masinstalações para atender a demanda de velhos no Brasil, outra questão é a garantia de privacidade dentro do possível, dos banheiros e dormitórios que são coletivos nestas instituições. E uma agenda de atividades físicas e culturais, porque quase não há entretenimentos nos asilos, e também uma equipe de enfermagem disponível vinte e quatro horas. Se dermos as condições dignas de viver o resto de suas vidas,viver em um asilo pode melhorar a qualidade de vida de muitos idosos independente da classe social.

Palavras-chave: asilo; abrigo; instituição para velhos; casas de acolhimento.

INTRODUÇÃO
O estudo “asilo na boca do povo” tem como objetivo de lançar um olhar crítico para essas casas de acolhimento, analisando a opinião das pessoas entre 17 e 71 anos acerca da questão o que é asilo paravocê? Este tema nos moveu por ser esta instituição o destino de muitos de nossos idosos, alguns por vontade própria e outros como única opção de sobrevivência, em um momento em que o Brasil passa pelo acelerado processo de envelhecimento populacional.

DESENVOLVIMENTO
A população ainda tem uma visão arcaica dos asilos, que eram abrigo para pessoas abandonadas ou não desejadas pelasociedade-loucos, crianças, moradores de rua, protitutas, velhos. Todos juntos. Estas concepções não fogem do conceito literal da palavra asilo que é um local de abrigo para indigentes, casa de repouso, hospital psiquiátrico, abrigo, proteção. A má fama ainda é reforçada nos dias de hoje, quando denuncias de maus-tratos são divulgadas na mídia. Acredita-se que os asilos ainda são locais de abando familiar,...
tracking img