As letras e as palavras, as pessoas e o mundo: reescrevendo a escrita na releitura de novas interpretações.

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1364 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
JOSÉ EDUARDO ARRUDA DOS SANTOS























AS LETRAS E AS PALAVRAS, AS PESSOAS E O MUNDO: reescrevendo a escrita na releitura de novas interpretações.

























Ananindeua - 2012

1. INTRODUÇÃO

A leitura como fonte de conhecimento está presente em todos osaspectos da vida das diversas sociedades, é a leitura que nos possibilita ter o mínimo de noção de situações, contextos, realidades, verdades, certezas, dúvidas e uma variedade de sentidos, percepções, razões que podemos construir, preservando o bom senso e o respeito às diversidades e diferenças que regem as relações entre os indivíduos. A interpretação é indispensável para que a leitura nospossibilite a visão de mundo, e partindo desta ótica se faz necessário absorver informações das mais variadas fontes e áreas do conhecimento humano, processá-las e compreender suas proposições, intenções, definições e acima de tudo seus contextos para que devolvamos ao mundo nossa visão, e isso depende de algo simples e alcançável: o saber.

Suscitar no aluno uma leitura crítica,capaz de chegar à interpretação da ideologia do texto e das concepções que estão “escondidas” nas entrelinhas. O aluno deve entender que nenhum texto é neutro, ou seja, que por trás de simples palavras há uma visão de mundo, pois qualquer texto tem como função reforçar idéias já sedimentadas ou propor novas formas de vê o mundo. A linguagem é uma das formas de atuar, de influenciar, de intervir nocomportamento alheio, que outros atuam sobre nós usando-a e que igualmente cada um de nós pode usar para atuar sobre os outros. (FONSECA & FONSECA, 1977, p. 149)

Indicar leituras que mostrem ligações às realidades dos alunos é salutar para que produzam ideias e construam textos onde se perceba o que foi absorvido daquilo leram e, que o conduza para dentro da sua produção textual,para que o professor perceba a evolução deste aprendizado.

Aprender é uma das coisas mais bonitas, mais gostosas da vida. Acontece em qualquer tempo, em qualquer idade, em qualquer lugar. Ajudar as pessoas a descobrir esse prazer, a “degustar” o sabor dessa iguaria é ascender às mais altas esferas da atuação humana. A escola existe para estimular a “gula” pelas delícias de podersaber. (ANTUNES, 2003, p. 175)



Provocar os alunos para que escrevam do seu modo, partindo do que conhecem, deixando-os à vontade para abstrair suas ideias, conceitos, verdades, valores, certezas, ideais e que comunguem com a turma sua produção, é válido para mostrar que os limites de seu conhecimento pode ser a de outros alunos.
2. JUSTIFICATIVA
Ler é um exercícioque possibilita à pessoa a capacidade de obter e produzir conhecimento, e transformar o que leu em textos coerentes e coesos, capazes de reproduzir proximidades com os temas abordados. Para tanto é preciso praticar a leitura e a escrita. É a leitura que abre caminhos, expande horizontes, mostra diferentes realidades contidas em imaginações e veracidades; sejam em textos científicos, literários,técnicos, específicos... E a interpretação surge quando exercitamos esta prática de maneira a entregar ao aluno, com cuidado, o que pensamos e o conhecimento que construímos. Diz-nos John Milton Gregory:

Não podemos transferir conhecimentos de nossa mente para a de outrem como se eles fossem constituídos de matérias sólidas, pois os pensamentos não são objetos que podem sertocados, manuseados. As idéias têm que ser pensadas na outra mente; as experiências revividas pela outra pessoa.”
(GREGÓRIE, 19991, p.56)


É preciso levar ao aluno a chance de construir seu conhecimento pautado no que descobre e no que acredita, e para que isso ocorra é importante que ele consiga interpretar sua realidade e os desdobramentos que ela traz, e que a...
tracking img