As diversas modalidades do saber

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 13 (3213 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 30 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
AS DIVERSAS MODALIDADES DO SABER
Nas aulas anteriores vimos algumas características imprescindíveis para entender o sentido e o alcance da filosofia, tal como se desenvolveu no Ocidente. Agora vamos concentrar nossa atenção num extremo sem dúvida chave e em torno do qual girou, ao menos a partir de Aristóteles, a consideração mais essencial da tarefa do filósofo. Ou seja, a concepção dafilosofia como modo de saber.

Na linguagem atual, o termo “saber” é utilizado em distintos contextos. Fala-se de saber como funciona um aparelho, de saber realizar uma determinada tarefa como cantar, pintar ou construir um barco, de saber comportar-se numa determinada situação pública, de saber sobre informática e outras mais.

Todas estas diversas formas de saber, simplificando um pouco, podem serreduzidas ou classificas em três grupos. Ou, pode-se dizer que fundamentalmente todo o saber pode ser classificado em: a) Saber fazer; b)Saber agir ou comportar-se; c) simplesmente saber. Para Aristóteles estes modos de saber expressavam posturas humanas específicas frente à realidade, e desde os gregos fala-se, então, dos saberes como poiesis, práxis e teoria.


a – POIESIS:


Estamodalidade de saber que o pensamento clássico grego qualificava como poiesis, e em latim facere, hoje foi assumida pela atividade técnica. É saber fazer, fabricar coisas, produzir. Seu ponto de referência constitui o fazer, a ele se dirige e nele quase se resolve. O acento do saber-fazer acaba recaindo mais sobre o fazer do que sobre o saber. Ele tem como finalidade o produto, fazer coisas.


A técnicatem sua implicação no mundo humano. A pessoa humana está instalada no espaço, isto é no mundo. Este mundo é físico, material, e considerado em seu conjunto, recebe o nome de Natureza. Não se concebe a pessoa humana fora dessa instalação material: sua vida se desenrola nesse meio e através dele.


A síntese peculiar, de corporeidade e inteligência, que é o homem, lhe confere uma relação peculiarcom este mundo exterior. Não é simples parte da Natureza e dos seres e lugares que esta contém, mas, sim, podendo distanciar-se dela, pode transcendê-la, usá-la como meio e como fonte de recursos para sua sobrevivência. Portanto, o estar situado do homem dentro da Natureza é algo radical e determinante para seu existir e seu modo de ser, pois é a partir daí que faz as coisas, age e se projeta.O uso de instrumentos, a sua fabricação, tem como finalidade a satisfação das necessidades humanas: o homem começa a usá-los para melhor satisfazer suas necessidades. Para ir se aperfeiçoando faz uso da técnica. Isto se pode definir como trabalho. O fim do trabalho é triplo.


1º- Obter aquilo de que se necessita. As necessidades humanas não são apenas biológicas, mas também culturais,educativas, familiares, etc.: tudo aquilo que o homem se propõe alcançar acaba convertendo-se em uma necessidade;


2º - O trabalho organiza e transforma o meio natural no qual o homem vive. Essa transformação pode significar uma melhora do mundo enquanto se dá racionalidade ao mundo, ajudando-o a alcançar seus fins, ou, também o homem pode estragar o mundo, e isto já é um problema ético;


3º- O homem, trabalhando, se aperfeiçoa a si próprio. Pelo trabalho ele adquire novos hábitos, faz novos descobrimentos, fortalece sua capacidade, sua preparação, sua, experiência, seus conhecimentos, ser torna apto para novas tarefas, adquire uma profissão.


O trabalho e a produção são uma parte fundamental e básica da atividade e da cultura humanas, mas o homem é algo mais que um homo faber, éuma pessoa capaz de atividades superiores e modos de ter mais altos, como amor e conhecimento. O trabalho e a técnica estão para servir o homem e não o contrário. O homem tem de ser a medida das coisas que tem, ou seja, é a técnica que deve adequar-se ao homem e não o contrário.


b – PRÁXIS:


É um saber que se fundamenta na ação de um ser que é consciência e liberdade. O conhecimento...
tracking img