Artigo rita sujeito capaz

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 22 (5385 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
29

A confirmação do sujeito capaz em Ricoeur: identidade
pessoal e imputação moral
Rita de Cássia Oliveira1

Resumo: Paul Ricoeur acredita que a relação de distância pretendida absoluta entre o eu
e o Outro deve ser sobreposta por uma relação de reciprocidade pela qual o Mesmo se
abre ao Outro e a sua voz se interioriza no Mesmo. O modelo de reciprocidade está na
linguagem pela troca dospronomes pessoais “eu” pelo “Si” e, principalmente, no ato de
fala da promessa. Ricoeur pensa a acepção de responsabilidade como imputabilidade, ou
seja, o Si torna-se responsável pelos seus atos a partir da consciência de ser um sujeito
capaz, pela consciência de ser narrador de sua própria história.
Palavras-chave: imputabilidade – promessa – sujeito capaz – linguagem – narrativa.

Ricoeur, aodirecionar a sua reflexão sobre a linguagem para a forma
narrativa, liga-a ao problema do tempo, o que submete a articulação do discurso
humano ao desdobramento do antes e do depois. Existe uma reciprocidade entre
o tempo e a narração, na medida em que tudo aquilo que é narrado ocorre no
tempo e desenvolve-se no tempo, o que comprova, segundo o filósofo, que tudo
que se desenvolve no tempo pode sernarrado. A tese de Ricoeur atesta que a
narrativa permite um modo de acesso privilegiado ao tempo humano. Portanto,
a narrativa contém um enigma da existência humana.
No final dos três volumes de Temps et récit, Ricoeur sublinha o caráter
enigmático do tempo nas três aporias que formam conflitos insolúveis, com os
quais se confrontam todas as tentativas de conceitualização ou de se dar expressãolinguística ao tempo, são: a perspectiva dupla sobre o tempo, o fenomeno1 Professora de Filosofia e Literatura do Departamento de Filosofia da Universidade
Federal do Maranhão (UFMA). Email: rcoliveira30@yahoo.com.br.

30

Oliveira, R. C., Cadernos de Ética e Filosofia Política 19, 2/2011, pp.29-42.

lógico e o cosmológico e a sua ocultação mútua, a totalidade e a totalização do
tempo e ainescrutabilidade do tempo e dos limites da narrativa. Aqui, prendome na discussão da primeira aporia.
O confronto com as aporias é inevitável para Ricoeur e, como solução à
aporética do tempo, o filósofo propõe uma “Poética da Narrativa”: “La vertu de
cette épreuve d’adéquation aura été du moins de révéler, à la fois, l’ampleur du
domaine où la réplique de la poétique du récit à l’aporétique du temps estpertinente – et la limite au-delà de laquelle la temporalité, échappant au quadrillage de
la narrativité, retourne du problème au mystère”2.
À primeira aporia, que trata da fenda entre tempo cosmológico e tempo
fenomenológico, a poética da narrativa revela a existência de uma identidade
narrativa presente nos seres humanos e suas comunidades, como um rejeton, princípio de solução e problema, constituídopelo entrecruzamento da história com
a ficção. A teoria da identidade narrativa sustenta-se na concepção da natureza
epistemológica da história e da ficção literária, que consiste em dupla afirmação:
por um lado certifica-se que a história não pode prescindir totalmente da condição do ato de narrar por causa de ser o passado irrecuperável, o que leva ao
reconhecimento da necessidade da invocaçãoimaginativa, como recurso para
suprir tal dificuldade. Por outro lado, o uso poético da linguagem proporciona a
expressão da invocação narrativa sob a forma de criação ficcional, dando origem
a mundos possíveis e habitáveis. A identidade narrativa aparece como uma “ponte”, que liga o tempo cosmológico com a experiência subjetiva do tempo, o que
permite ainda uma aposta no sentido da narrativa,apesar da desconstrução a que
vem sendo sujeita tanto no campo da historiografia como no campo da ficção.
A identidade narrativa foi inicialmente tematizada em Temps et récit lll para
depois ser desenvolvida em toda a sua complexidade e implicações em Soi-même
comme un Autre (1990), como uma categoria prática que trata da constituição da
identidade pessoal e que, por isso, pretende ser modelo de...
tracking img