Artigo - banco de dados orientado à objetos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 13 (3149 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 7 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Banco de dados orientado à objetos
Tópicos Complementares em Sistemas de Informação
Resumo – Este artigo apresenta uma pesquisa sobre banco de dados orientados a objetos e alguns de seus recursos para a disciplina de tópicos complementares em sistemas de informação. Os bancos de dados orientados a objetos surgiram com a necessidade de armazenamento de tipos de dados cada vez mais complexos.Neste, proveremos uma visão geral sobre suas ferramentas principais, tendências e seu conceito.
Abstract – This article shows results of a search about oriented objects databases and some of your resources to the additional topics of information systems discipline. Oriented Objects Databases come with the storage necessity of many types of complex data. In this article we will show a general visionof your main tools, concepts and trends.
(Palavras-chave: banco de dados, dados, orientação a objetos)
Introdução
Até meados dos anos 60, os dados eram mantidos aleatoriamente em arquivos, geralmente como partes integrantes da aplicação. A partir dessa época, surgiram os primeiros Sistemas Gerenciadores de Bancos de Dados (SGBDs) comerciais, provendo armazenamento dos dados de formaindependente da aplicação, contudo, sem mecanismos de acesso eficientes.
Codd (1970) [1] propôs a criação de linguagens de alto nível, permitindo manipulação eficiente. A partir dos anos 80 as aplicações computacionais evoluíram, juntamente com o poder de processamento das máquinas, surgindo a necessidade de tratar dados mais complexos, não-convencionais. Devido a esse aumento na complexidade dos dados,surgiu a necessidade de formas mais adequadas de representação e armazenamento, como as bases de dados orientadas a objetos.
Durante a década de 80, como resultado das inovações de hardware, emergiram novas aplicações com utilização intensiva de dados. Para essas aplicações, os modelos de dados tradicionais, baseados no modelo relacional, não eram adequados. Estas aplicações possuem dadosaltamente estruturados, transações longas, dados em multimídia e operações fora do padrão, específicas da aplicação que as tornam diferentes das aplicações tradicionais.

Existe um grande interesse relativo às tecnologias orientadas a objetos na comunidade de desenvolvimento de software, sobretudo no tocante à facilidade de alteração de implementações de acordo com mudanças solicitadas nos requisitos. Acapacidade que esse paradigma possui de representar dados complexos uniu-se à tecnologia de banco de dados, gerando os Bancos de Dados Orientados a Objeto (BDOO), que suportam modelagem e criação de dados como objetos (ODBMS, 2006) [2].

Conceitos Básicos

Um banco de dados orientado a Objeto é basicamente um sistema em que a unidade de armazenamento é o objeto, com o mesmo conceito daslinguagens de programação orientadas a objetos.
Pode-se dizer que orientação a objetos corresponde à organização de sistemas como uma coleção de objetos que integram estruturas de dados e comportamento.
A diferença fundamental é a persistência do objeto, ou seja, os objetos continuam a existir mesmo após o encerramento do programa. Podemos classificar sistemas que oferecem persistência a objetos emquatro categorias, de acordo com sua arquitetura:
- Sistemas de bancos de dados estendidos: Sistemas baseados em algum SGBD com extensões para acrescer algumas características da orientação a objetos, tais como Identidade de objetos, métodos, classes, etc.
- Linguagens de programação de banco de dados: Sistemas que estendem linguagens de programação com persistência de objetos, controle detransações, concorrência e outras características de manipulação de dados.
- Gerenciadores de objetos: Pacotes que fornecem extensões a sistemas de arquivos ou de memória virtual para fornecer persistência dos objetos. Estes, não possuem todas as características das linguagens de programação de banco de dados, e são úteis quando se precisa da persistência de objetos sem a necessidade de recursos...
tracking img