Arte moderna

MODERNISMO

Examinando a história da Arte, especialmente a partir do Renascimento, observamos no periodo clássico das Artes Plásticas ocidentais, um aperfeiçoamento crescente de técnicas, com o objectivo de tornar as imagens apresentadas, cada vez mais identicas aos seus modelos.
Desde esse tempo a formação dada aos artistas plásticos éra totalmente direcionada para esse propósito, criar ailusão fotográfica relativamente ao modelo, este procedimento ficou conhecido como academismo.
A arte que se manifesta por este modo de representação, utilizado na pintura e na escultura que proprorciona, aos olhos do observador, a ilusão de uma realidade percepcionada identificada com o mundo real se bem que simplificada, distorcida, exagerada ou empolgada classifica-se de figurativa.
Estatendência começa a ser posta em causa no final do séc. 19 por um movimento da cultura ocidental que introduz uma nova maneira de encarar a arte, o ´´modernismo´´, atingindo o seu máximo desenvolvimento entre 1910 e 1930.
O modernismo atingiu todas as formas de arte, rejeitou a tradição clássica nas espectativas convencionais atribuidas à arte, esta atitude foi rotulada com a palavra ´´avant garde´´muitas vezes utilizada como sinónimo de ´´modernista´´.
O modernismo sugere liberdade de expressão, experimentação, radicalismo e até primitivismo.
O periodo Moderno é o termo da história da arte utilizado para descrever o estilo e a ideologia da arte durante o periodo 1860 até 1970.
O movimento modernista na arte coadjuvou a liberdade de expressão e a busca da igualdade social iniciada no séc. 18,a crença moderna na liberdade de expressão manifestou-se na arte através da liberdade de escolha do tema e do estilo, na liberdade artistica.
Os artistas procuravam liberdade em relação às regras académicas mas tambem às regras sociais, proclamando que a arte era produzida não para o público mas para o artista afastando-a da sensibilidade burguesa que exigia arte com significado e com finalidade,com um propósito como: instruir ou deleitar ou moralizar, refletindo a visão burguesa do mundo.
O primeiro sinal desta nova atitude foi dado nas artes plásticas por Monet, pintando Le Déjeuner sur l´herbe, por isso é considerado o primeiro pintor modernista.

Édouard Manet, 1863, Le déjeuner sur l´herbe, oil on canvas, 81x104 cm, Musée d´Orsay, Paris.

Quando este quadro foi exibido no Salondes Refusés em 1863, a sociedade ficou escandalizada.
A sua temática clássica era desafiada pela nudez inusitada da figura feminina que perturbava todo o equilibrio clássico da cena pintada.
Porque Manet produziu uma obra de arte, sabendo que ela ia chocar muita gente?
Com esta provocação Manet rejeitou o passado que era a atitude imperativa para o progresso, para o futuro que despontava, omodernismo.
A discussão em torno da arte deixou de ser feita em termos de seu significado e propósito, ignorando a orientação social ou politica que o artista sugerisse na sua obra e começou a ser feita em termos de estilo: côr, linha, forma, espaço, composição. Estas caracteristicas, puramente visuais, da arte tornaram-na uma esfera autonoma de actividade, separada da actividade social e politica.Mas que rumo iria seguir a pintura moderna?
Com a invensão da fotografia, a função representativa da pintura tornou-se obsoleta e ajudou-o a libertar-se da sua função representativa de objactos materiais, para uma fase mais espiritual em que o arranjo da côr e da forma eram mais importantes que a representação do mundo natural.
A história da pintura moderna é a da dissolução da pintura quesurgiu do renascimento, como consequência das transformações sociais.
O pintor já não tem necessidade de se preocupar com detalhes insignificantes visto que para isso existe a fotografia que o faz muito melhor e mais rápidamente. A pintura serve ao pintor para exprimir as suas visões interiores.
A pintura moderna oferece-nos o processo de destruição da imagem tradicional segundo dois caminhos...
tracking img