Arte, cultura e linguagem

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 21 (5025 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 8 de março de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
PÓS GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO, ARTE E TERAPIA

DISCIPLINA – ARTE, CULTURA E LINGUAGEM

PROFª. Ms. ELIZETE AIKAWA PADILHA
Itaquaquecetuba – S.P
2011

ARTE, CULTURA E LINGUAGEM

1. O QUE É ARTE AFINAL?

  
A arte nos faz empregar nossas mais sutis formas de percepção e contribui para o desenvolvimento de algumas de nossas mais complexas habilidades cognitivas(ELLIOT EISNER). 

Quem decide o que é ou não arte? Às vezes, o público surpreende-se ao encontrar em um museu objetos que não supunha que fosse arte. Por exemplo: cartazes publicitários, histórias em quadrinhos, peças antigas, etc.
 Para Jorge Coli (2002), definir arte é difícil. No entanto sabemos que a Mona Lisa, a Divina Comédia ou a Nona Sinfonia de Beethovem são obras de arte. Mesmo sempossuir uma definição clara do conceito, podemos dizer que:  

(...) arte são certas manifestações da atividade humana diante das quais nosso sentimento é de admiração...Portanto, podemos ficar tranqüilos: se não conseguimos saber o que a arte é, pelo menos sabemos quais coisas correspondem a essa idéia e como devemos nos comportar diante delas (COLI, 2002, p.8) 

O que pensar,quando localizamos, em uma edição luxuosa das obras de Marcel Duchamp, a foto de um vaso sanitário? Esse objeto não corresponde exatamente à idéia da arte que muitos concebem.
Duchamp nos mostrou que todas as artes, nascem e terminam em uma zona invisível, sem excluir a dos olhos. Enquanto Picasso transformou tudo em arte, Duchamp, sem transformar nada, fez com que tudo pudesse ser arte.
A suapresença na história da arte moderna amplia os territórios e a natureza do fenômeno artístico. O desvio de Duchamp é em direção à origem, na qual as formas são indiferenciadas e o que importa é a invenção de novos sentidos para o mundo. Sua obra transita na linha abissal e milimétrica que separa a banalidade da transcendência, o visível do invisível. Na verdade, ela não está nos museus, mas simentranhada em nossa cultura e comportamento, inspirando constantemente nossa imaginação. 
Coli (2002) amplia ainda mais os questionamentos sobre a concepção de arte quando relata que se deparou em uma mostra de arte popular, com uma colherona de pau, tal e qual sua avó há muito tempo usava para fazer sabão de cinza em uma fazenda do interior.
Frente a essas situações, somos convidados a refletir e acompreender que  a arte é uma noção sólida e privilegiada, mas possui limites imprecisos, instigando-nos a persistir perguntando: o que é ou não  obra de arte?
Para nos isentar da responsabilidade de decidir o que é ou não arte, nossa cultura possui instrumentos específicos. Um deles é o discurso sobre o objeto artístico, que confere o estatuto de arte a um objeto. Este discurso no qualreconhecemos competência e autoridade, é proferido pelo crítico, historiador da arte, pelo perito, conservador de museu. 
Nossa cultura, também, prevê locais específicos onde a Arte pode se manifestar, quer dizer, locais que também dão estatuto de arte a um objeto. Neste caso, podemos considerar museus, galerias, salas de concertos, salas especiais de cinemas, espaços estes que garantem o estatuto de“arte” aos objetos que apresentam, enobrecendo-os.
Aprofundando um pouco mais o assunto, amparamo-nos na reflexão sobre a experiência estética do estudioso Pareyson (1997) que atribui à estética toda experiência que tenha a ver com o belo e a arte, desde:  

(...) a experiência do artista, do leitor, do crítico, do historiador, do técnico da arte e daquele que desfruta de qualquerbeleza. Nela entram, em suma, a contemplação da beleza, quer seja artística, quer natural ou intelectual, a atividade artística, a interpretação e avaliação das obras de arte, as teorizações da técnica das várias artes. (PAREYSON, 1997, p. 5) 

 
 A concepção de arte contemporânea envolve uma relação entre fazer e conhecer arte. Para Fusari e Ferraz (1998), a arte é entendida não só como...
tracking img