Arte bizantina

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1934 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de junho de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
ARTE BIZANTINA

RESUMO
  
A Arte Bizantina pode-se dizer que foi a primeira manifestação artística do cristianismo. Refletia a forte influência do clero sobre as artes. O centro deste movimento artístico foi Constantinopla, que por sua localização, permitiu a influência de elementos culturais de Roma, Grécia e do Oriente o que gerou um estilo rico em técnicas e cores. Os mosaicos foram aexpressão máxima deste movimento, assim como a atenção dada à arquitetura das Igrejas.
 

Palavras-chave: Religiosidade; Mosaicos; Igrejas.
 

 1 INTRODUÇÃO
 
A Arte Bizantina consistiu numa expressão artística, resultado de uma mistura de influências gregas, romanas e de povos do Oriente que permitiu por um milênio, praticamente, preservar e transmitir ainda ideais da cultura grega. Entrefases de brilho e de crises, perdurou do século V, com o desaparecimento do Império Romano do Ocidente, até 1453, aproximadamente, quando Constantinopla, capital do Império Romano do Oriente foi tomada pelos otomanos.
 
A história da Arte Bizantina se confunde com a trajetória do cristianismo. Seu principal objetivo era expressar o contexto espiritual sobre o material, dada a forte influênciado clero no cotidiano deste povo, neste período. O próprio regime teocrático, onde o imperador possuía poderes administrativos e espirituais, vai determinar a manipulação dos artistas para que suas obras se tornem fonte de instrução e guia espiritual dos fiéis.

 Neste estudo é possível identificar as principais influências que sofreu a Arte Bizantina, os reflexos das expressões artísticas desteperíodo, assim como seus períodos, que coincidem aproximadamente com as dinastias que se sucederam no poder do império.
 

2 CONTEXTO HISTÓRICO
 
O Império Romano Bizantino ou do Oriente, surgiu de uma divisão feito por Teodósio em 395. A sede deste império localizava-se em Bizâncio e após sua fundação, o imperador Constantino percebeu as grandes oportunidades que ela oferecia em termos desegurança e por possuir uma posição comercial estratégica, remodelou a cidade que foi reinaugurada sob o nome de Nova Roma. O povo, porém passou a chamá-la de Constantinopla. Assim permaneceu até o século VII quando voltou a ser chamada de Bizâncio. Foi tomada pelos turcos otomanos em 1453 e recebeu o nome de Istambul, que permanece até hoje.
 
E seus primeiros tempos o Império Romano doOriente conservou nítidas influências romanas. O latim foi mantido como língua oficial do Estado, conservou-se a estrutura e as denominações das instituições político - administrativas romanas. A predominância étnica e cultural grega e asiática acabou prevalecendo a partir do século VII.
 
Nos séculos IV e V as invasões de visigodos, hunos e ostrogodos foram desviadas para o Ocidente mediante oemprego da força das armas, da diplomacia ou pelo pagamento de tributos, meios usados pelos bizantinos durante séculos para sobreviver. Além das ameaças externas, internamente o império via-se em conflitos por questões religiosas e políticas.
 
Enquanto o Império Romano do Ocidente caía diante dos bárbaros, o Império Bizantino resistia. Constituía uma parte privilegiada do Mediterrâneo e mantinhauma intensa atividade comercial e urbana. Suas cidades eram luxuosas e movimentadas. Em Bizâncio e Antioquia moravam as classes mais poderosas, os grandes comerciantes, os manufatureiros, o alto clero ortodoxo e funcionários destacados. Havia muito luxo no dia a dia destes habitantes: roupas de lã e seda ornamentadas com fios de ouro e prata, vasos de porcelanas, tapeçarias finas, etc.
 
Por outrolado havia além de uma classe intermediária de funcionários de baixo escalão e pequenos comerciantes, outra classe, mais numerosa de trabalhadores pobres e escravos. Confrontavam-se assim os dois mundos: o mundo oficial do Imperador, da corte e da igreja e o mundo dos homens comuns que ainda adoravam os deuses pagãos.
 
A base do Império eram três: a política, a economia e a religião. Para...
tracking img