Arquitetura e urbanismo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1090 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 8 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO – 1º PERÍODO
DISCIPLINA: METODOLOGIA DA PESQUISA CIENTÍFICA


TEMA: A importância da pesquisa cientifica para o sucesso na vida profissional e acadêmica dos estudantes de Arquitetura e Urbanismo.


1 Delimitação do Tema/Título

O papel do arquiteto em projetos interdisciplinares nos âmbitos hospitalares

2 Objetivos:

2.1 Objetivo Geral:Analisar o papel do arquiteto em projetos interdisciplinares nos âmbitos hospitalares.

2.2 objetivos Específicos:

1) Identificar a atuação do arquiteto dentro de projetos interdisciplinares;


2) Verificar a relação do arquiteto com a equipe multidisciplinar no âmbito hospitalar;


3) Apresentar as propostas arquitetônicas dentro do projetointerdisciplinar que visa a promoção e o bem-estar de seus usuários.

3 Justificativa

Atualmente o profissional encontra-se em uma nova situação de serviço que exige uma diferente postura que lhe impõe maneiras de inserção e atuação mais integradoras; sendo assim, os projetos arquitetônicos buscam meios de proporcionar sustentabilidade, conforto, eficiência, acessibilidade, segurança dentreoutros de forma mais eficaz e completa possível. E para isso em muitos casos vem sendo obrigado a abrir mão da sua zona de conforto para atuar sob plataformas não apenas multidisciplinares como também interdisciplinares e transdisciplinares (AU, 2010).
A promoção da saúde tem tornado-se uma referência e desafio para a arquitetura de modo que proporcione resultados de saúde e qualidade devida, com o objetivo de aliviar o sofrimento e produzir conforto e bem estar pelo ambiente apresentado. E percebido que o arquiteto vive de desafios a serem superados, para com o âmbito hospitalar não é diferente, onde Santos et al (200[?]) afirmam com relação a arquitetura e saúde que: “Os desafios estabelecidos são os de criar espaços humanizados, centrados no paciente, colaborando para a suaautonomia estabelecendo adequadas relações psicológicas com o espaço que o acolhe, como elemento fundamental da desejada cura”.
Em decorrência da importância existente de forma indireta ou direta em alguns casos que a arquitetura tem dentro da saúde, mesmo que por meio do âmbito hospitalar, o estudo se mostra relevante, pois deixa a mostra que a arquitetura pode atuar sim de maneira eficazjunto a uma equipe multidisciplinar para proporcionar qualidade à um atendimento, acessibilidade, bem estar e conforto aos usuários do ambiente de maneira geral (profissionais e pacientes), sendo assim, não deixa de estar contribuindo em prol da saúde.
Visto ser um assunto importante e de contribuição significativa para o estudo e pesquisa cientifica, a abordagem sobre o presente temagerou interesse no levantamento sobre o assunto, o que justifica a escolha do tema.

4 Referencial Teórico

Segundo Salgado (2004), o fluxo de informações a ser gerenciado e até mesmo a maneira de gerenciar as informações necessárias ao projeto, variam enormemente dependendo do tipo de edificação que se pretende construir. Portanto, por exemplo, projetos arquitetônicos que precisamresolver questões relacionadas à saúde humana e das populações, possuem uma lógica que difere radicalmente de um projeto residencial.
Destacando um fator importante para qualquer projeto arquitetônico, a inclusão social, que é um conceito relacionado a valores em que engloba e traz implicações para toda a sociedade e seu sistema cultural. Sendo um ideal que guia a elaboração de políticas eleis de criação de programas destinados a pessoas com deficiências nos últimos anos, de forma a buscar mecanismos que possibilitem a participação ativa e eficaz de todos na vida em sociedade, e vem mostrar que tanto arquitetos quanto profissionais da saúde (por exemplo, terapeutas ocupacionais) lidam com o ambiente construído possibilitando desenvolver estudos para adaptações do mesmo. “Isto...
tracking img