Arquitectura romana

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2347 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
INTRODUÇÃO

A arquitectura no império romana deriva da arquitectura grega, embora diferenciando-se por características próprias. Alguns autores agrupam ambos estilos designando-os por arquitectura clássica. Alguns tipos de edifícios característicos deste estilo propagaram-se por toda a Europa, nomeadamente o aqueduto, a basílica, a estrada romana, o domus, arcos do triunfo e o Panteão. Osmonumentos romanos se caracterizam pela solidez; aprenderam com os etruscos o emprego do arco, assim como a abóbada ou teto curvo, que os gregos e egípcios não conheceram. Construíram também catacumbas, fontes, obeliscos, pontes e templos. Os romanos construíam os aquedutos, enormes conjuntos de arcos que levavam água para as cidades. Os europeus aprenderam com os romanos a arte de canalizar a água emaquedutos

OBJECTIVOS:

Geral:
* Pesquisar sobre a arquitectura do Império romano

Especifico
* Conhecer a arquitectura do Império romano
* Visualizar alguma ilustração das construções do império romano

ARQUITECTURA NO IMPÉRIO ROMANA
O desenvolvimento da arte romana começou a partir do século II a.C., época em que Roma já dominava a totalidade do Mediterrâneo e avançava com passosfirmes sobre o norte da Europa e a Ásia. Duas importantes culturas convergiram no período: a etrusca e a grega. A primeira, presente desde o início, no século VIII a.C., se caracterizava por um acentuado orientalismo, fruto do estreito contacto comercial que os etruscos mantinham com outros povos da bacia do Mediterrâneo. Quanto a influência grega, o processo de helenização dos romanos tornou-seintensivo a partir do século IV a.C. e se traduziu em todos os âmbitos da cultura: a escultura, a arquitectura, a literatura e, inclusive, a religião e a língua.
Discute-se muito se existe ou não um estilo romano. A dúvida provém do fato de que os romanos não criaram um estilo próprio; na verdade, a arquitectura da Roma Antiga é formada por um conjunto de elementos gregos e etruscos. O plano do templo éherdado dos etruscos. Quanto à ornamentação, é grega, sendo coríntia a ordem preferida. Ou se mandavam trazer da Grécia esculturas, colunas e objectos de todo tipo, ou se fazia cópias dos originais nas oficinas da cidade. O espírito romano, mais prático e menos lírico, não demorou muito a oferecer sua própria versão do estilo. Da fusão dessas tendências é que se formou o chamado "estilo romano".Embora não haja dúvida de que as obras arquitectónicas romanas tenham resultado da aplicação das proporções gregas à arquitectura de abóbadas dos etruscos,   também é certo que lhes falta um carácter totalmente próprio, um selo que as distinga.
Para começar, a partir do século II a.C., os arquitectos da antiga Roma dispunham de dois novos materiais de construção. Um deles, o opus cementicium - umaespécie de concreto armado -, era material praticamente indestrutível. Do outro lado estava o opus latericium, o ladrilho, que permitia uma grande versatilidade. Combinado com o primeiro material, ele oferecia a possibilidade de se construírem abóbadas de enormes dimensões e, apesar disso, muito leves.
Desde a instauração do império, no século I a.C., a arte foi utilizada em Roma comodemonstração de grandeza. Não apenas mudou totalmente a imagem da capital como também a do resto das cidades do império. Palácios, casas de veraneio, arcos de triunfo, colunas com estelas comemorativas, alamedas, aquedutos, estátuas, templos, termas e teatros foram erguidos ao longo e ao largo dos vastos e variados domínios do império romano.
Os romanos também modificaram a linguagem arquitectónica que haviamrecebido dos gregos, uma vez que acrescentaram aos estilos herdados (dórico, jónico e coríntio) duas novas formas de construção: os estilos toscanos e composto.
A evolução da arquitectura romana reflecte-se fundamentalmente em dois âmbitos principais: o das escolas públicas e o das particulares. No âmbito das escolas públicas, as obras (templos, basílicas, anfiteatros, arcos de triunfo,...
tracking img