Arcadismo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 33 (8056 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIESP – FACULDADE DIADEMA
LETRAS

Disciplina: Literatura Brasileira
Profª Elizabeth Franke


ARCADISMO NO BRASIL

AUTORE E OBRAS





Rosana



INTRODUÇÃO
Com a descoberta do ouro em Minas Gerais (final do séc. XVII), o centro econômico da colônia deslocou-se do Nordeste para o Sudeste. Assim, no apogeu da produção aurífera, entre 1740 e 1760, essa região tornou-se também ocentro político e cultural, destacando-se as cidades de Vila Rica (atual Ouro Preto) e Rio de Janeiro, tornando-se pólos de produção e irradiação de idéias.
Uma pequena burguesia letrada – juristas formados em Coimbra, padres, comerciantes, militares – fazia ecoar na colônia as ideias do Iluminismo francês. Embora não chegue a constituir um grupo nos moldes das Arcádias européias, constituem aprimeira geração arcádia brasileira.
Nesta colônia portuguesa, as ideias iluministas vieram ao encontro dos sentimentos e anseios nativistas, com maior repercussão em Vila Rica.
Foi na década de 1760, com o declínio extração do ouro que já existia um embasamento ideológico para orientar a insatisfação contra os pesados tributos cobrados pela Metrópole. E é nesse ambiente de crise eefervescência de idéias que surgiu o Neoclassismo – também chamado escola mineira, graças à origem de alguns de seus principais poetas.

















JOSÉ BASÍLIO DA GAMA
(São José do Rio das Mortes, 8 de abril de 1741 - Lisboa, 31 de julho de 1795) .
Nasceu no então arraial de São José do Rio das Mortes, depois São José d'El Rei, hoje cidade de Tiradentes, emMinas Gerais. O seu pai foi Manuel da Costa Vila-Boas, capitão-mor do Novo Descobrimento, e uma neta do oficial militar Leonel da Gama Belles.

Em 1757, já órfão de pai, começou a frequentar o Colégio dos Jesuítas no Rio de Janeiro. Quando, dois anos depois, em 1759, Gomes Freire de Andrade, 1.º Conde de Bobadela, ordenou fechar o colégio, como parte da campanha de perseguição movida pelaCoroa de Portugal contra a Companhia de Jesus, o jovem Basílio manteve-se fiel à sua vocação e seguiu para Roma, à procura do apoio da Igreja para a sua fé.
Entre os anos de 1760 e 1766 foi admitido, graças ao poeta Michel Giuseppe Morei na Arcádia Romana, com o pseudônimo de "Termindo Sipilio". O fato de um poeta da Colônia ter sido admitido em uma agremiação tão importante quanto a ArcádiaRomana pressupõe que, quase certamente, ele teria sido recomendado pelo clero jesuítico português.
No decorrer de 1768 está de novo no Brasil, na cidade do Rio de Janeiro, mas retorna à Europa, dirigindo-se para Coimbra. Nesta ocasião foi detido em Lisboa, acusado de simpatia para com os jesuítas. Em troca da liberdade, prometeu às autoridades ir viver em Angola. Logo em seguida, buscandoevitar o degredo, capitulou diante do poder exercido pelo futuro Marquês de Pombal, responsável direto pela perseguição aos jesuítas.
Basílio escreveu então um epitalâmio, dedicado à filha do Marquês, exaltando-o, vindo a cair, em 1769, nas graças deste. No mesmo ano foi publicado o poema épico "O Uruguai", dedicado a Francisco Xavier de Mendonça Furtado, irmão de Pombal, onde se percebe ointuito de agradar o homem forte de Portugal daquele tempo. Além dos guerreiros portugueses, os Guaranis são tratados de maneira positiva pelo autor, cabendo unicamente aos jesuítas o papel de vilões, por serem contrários à política pombalina, retratados como interessados em ludibriar os indígenas.
Por essa época estreita-se a sua ligação com Pombal, de forma que se torna oficialadministrativo e secretário deste. Com a queda política de seu protetor, Basílio passou a sofrer perseguições políticas, sendo obrigado a se deslocar da Corte para a Colônia do Brasil e vice-versa, como forma de se livrar de arbitrariedades cometidas contra si.
Num período em que estava em Lisboa veio a falecer, em 31 de julho de 1795, tendo sido sepultado na Igreja da Boa Hora.
OBRAS
 Epitalâmio às...
tracking img