Apostila epidemiologia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 54 (13354 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Prof.ª Dr.ª Eleusis Ranconi Nazareno –Departamento de Saúde Comunitária UFPR
Prof.ª Dr.ª Denise Siqueira de Carvalho –Departamento de Saúde Comunitária UFPR
Victor Gomide Carvalho – Acadêmico do Curso de Medicina da UFPR (2000-2005)

DEFINIÇÃO

“Ciência que estuda o processo saúde-doença em coletividadeshumanas, analisando a distribuição e os fatores determinantes das enfermidades, danos à saúde e eventos associados à saúde coletiva, propondo medidas específicas de prevenção, controle, ou erradicação de doenças, e fornecendo indicadores que sirvam de suporte ao planejamento, administração e avaliação das ações de saúde.” (Rouquayrol e Goldbaum, 1999).
Outros autores, ao longo do tempo,conceituaram a epidemiologia de diversas formas, contudo podemos dividir a definição da epidemiologia em três formas pensamento: a do senso comum; a do senso amplo e a do senso etimológico.
Senso comum: “Doutrina das epidemias”
Senso amplo: “Ciência dos fenômenos de massa”
Etimológico: “epi = sobre; demos = povo e logos = estudo”

Historicamente, a epidemiologia está relacionada à idéia de grupo, decoletivo. Sendo a população seu objeto de estudo. Contrastando com a metodologia médica, mais voltada para a doença do que para a saúde em si, a epidemiologia e seus conceitos evoluíram especialmente no último século. Frost, em 1927, a definia como “ciência das doenças infecciosas enquanto fenômenos de massas ou de grupos (populações)”. Maxcy, 1951, “ramo da medicina que estuda a relação entre osdiversos fatores que determinam a extensão e propagação em uma coletividade humana de uma doença infecciosa ou de um estado fisiológico definido”. Percebe-se que já existe uma aproximação do conceito atual e há um avanço referente à relação entre os determinantes de adoecimento. MacMahon e Pugh, posteriormente, a definem em “estudo das distribuições da doença no homem dos fatores que determinamsua freqüência”; EIA, 1974, “é o estudo dos fatores que determinam a freqüência e distribuição do processo saúde-doença em populações humanas”.

PRINCIPAIS USOS DA EPIDEMIOLOGIA

▪ Diagnóstico da situação de saúde
▪ Planejamento e organização dos serviços
▪ Avaliação das tecnologias, programas ou serviços
▪ Aprimoramento na descrição do quadro clínico das doenças▪ Identificação de síndromes e classificação de doenças
▪ Investigação etiológica
▪ Determinação de riscos
▪ Determinação de prognósticos
▪ Verificação do valor de procedimentos diagnósticos
▪ Análise crítica de trabalhos científicos

HISTÓRICO E IMPORTÂNCIA

A epidemiologia teve origem na idéia de que fatores ambientais podem influenciar a ocorrência dasdoenças. Porém a medida das doenças de ocorrência comum nos grupos populacionais só passou a ser feita no século XIX. O exemplo clássico e marcante do início desta ciência foi um estudo realizado por John Snow, em Londres no século 19 e 20. Neste estudo ele constatou que o risco de adquirir cólera estava intimamente relacionado ao consumo de água fornecida por determinada companhia. Na meticulosainvestigação, Snow construiu uma teoria sobre a transmissão das doenças infecciosas em geral e sugeriu que a cólera era disseminada através da água contaminada, mesmo antes da descoberta do bacilo causador do cólera. Pode, dessa forma sugerir alterações na forma em que a água era distribuída e na forma de saneamento da cidade.
Seguindo este exemplo, a epidemiologia tem sugerido medidas à saúdepública apropriadas ao combate de doenças de alcance amplo. Na atualidade, as doenças transmissíveis permanecem como desafio às ações em saúde. Países em desenvolvimento onde a malária, esquistossomose e hanseníase são endêmicas, tornam-se o desafio da epidemiologia, principalmente na detecção dos índices de eficiência de programas implementados. O comportamento e o estilo de vida são também de...
tracking img