Apostila bando de dados

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 72 (17838 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de março de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Banco de Dados

1 Evolução dos Sistemas de Informação. 6

2 Introdução 7

2.1 Modelo Conceitual de Dados (MCD) 7

2.2 Modelo Lógico de Dados (MLD) 7

2.3 Modelo Físico de Dados (MFD) 7

3 Modelo Conceitual de Dados (MCD) 7

3.2 Entidades 9
3.2.1 Especificações 9
3.2.2 Eventos ou Ocorrências 10
3.2.3 Especificações 10
3.2.4 A Dicionarização dos ObjetosModelados 10
3.2.5 Regras Básicas para a Dicionarização de Objetos (Entidades/Classes) 10
3.2.6 Requisitos a serem atendidos na dicionarização 10
3.2.7 Dependência de Existência 11
3.2.8 Dependência de Identificador 11

3.3 Atributos 11
3.3.1 Atributos Descritivos 11
3.3.2 Atributos Nominativos 11
3.3.3 Atributos Referenciais 11
3.3.4 Dicionarização dos Atributos 123.4 Relacionamentos 12
3.4.1 Identificação dos Relacionamentos 12
3.4.2 Denominação dos Relacionamentos 12
3.4.3 Caracterização dos Relacionamentos 12
3.4.4 Grau de Cardinalidade do Relacionamento 12
3.4.5 Relacionamentos incondicionais 13
3.4.6 Relacionamentos Condicionais 13
3.4.7 Quanto à Existência Simultânea de Relacionamentos 14
3.4.8 Quanto à Presença deAtributos 15
3.4.9 Dicionarização de Relacionamentos 15
3.4.10 Estrutura de Generalização e Especificação 15
3.4.11 Especializações Mutuamente Exclusivas (Categorias) 15
3.4.12 Especialização Não-mutuamente Exclusivas (Papéis) 15
3.4.13 Níveis de Especialização 16
3.4.14 Quando Utilizar a Estrutura de Generalização-Especialização 16
3.4.15 Como Apresentar os SubgruposExistentes 16

4 Modelo Lógico de Dados (MLD) 17

4.1 Passos para a Derivação do Modelo Lógico 17

4.2 Implementação do Modelo Relacional 17
4.2.1 Regras de Derivação 18

4.3 Normalização 18
4.3.1 Benefícios da Normalização 18
4.3.2 Primeira Forma Normal (1FN) 19
4.3.3 Segunda Forma Normal (2FN) 20
4.3.4 Terceira Forma Normal (3FN) 21
4.3.5 Derivação deAgregações 22

4.4 Restrições no Modelo Lógico 22
4.4.1 Restrições de Domínio 23
4.4.2 Restrições de Integridade 23
4.4.3 Restrições de Implementação 24
4.4.4 Objetos básicos de um SGBDR 24

5 Modelo de Entidades e Relacionamentos (ER). 27

5.1 Entidade 27

5.2 Relacionamento 27

5.3 Cardinalidade 28

5.4 Generalização / Especialização : 28

5.5 Entidade Fraca 295.6 Agregação : 30

6 Regras de conversão do Modelo Conceitual (E-R) para o Modelo Lógico. 31

6.1 Entidade 31

6.2 Entidade Fraca 31

6.3 Relacionamentos 32

6.4 Especialização 32

6.5 Agregação 33

7 Algebra Relacional 33

8 Linguagem SQL. 35

8.1 Introdução ao SQL 36
8.1.1 SQL*Plus 37
8.1.2 PL/SQL 38
8.1.3 Sintaxe de um bloco PL/SQL: 38
8.1.4Alguns Comandos SQL: 38
8.1.5 SELECT 38
8.1.6 Expressões Aritméticas 39
8.1.7 Colunas Sinônimas 41
8.1.8 Operador de Concatenação 41
8.1.9 Literais 42
8.1.10 Manuseando Valores Nulos 42
8.1.11 Prevenindo a Seleção de Linhas Duplicadas – Cláusula Distinct 43
8.1.12 A clausula ORDER BY 44
8.1.13 A Clausula WHERE 45

8.2 Operadores SQL 46
8.2.1 O OperadorBETWEEN 46
8.2.2 O Operador IN 46
8.2.3 O Operador LIKE 46
8.2.4 Operador IS NULL 47

8.3 Expressões Negativas 47
8.3.1 Pesquisando Dados com Múltiplas Condições 49

8.4 Funções 50
8.4.1 Funções Alfanuméricas 51
8.4.2 Aninhamento de Funções 55
8.4.3 Funções Numéricas 55
8.4.4 Funções de Data 58
8.4.5 Funções de Conversão 61
8.4.6 Funções que AceitamVários Tipos de Entrada de Dados 65
8.4.7 Funções de Grupo 67
8.4.8 A cláusula GROUP BY 68
8.4.9 A clausula HAVING 69
8.4.10 A Ordem das clausulas na declaração SELECT. 70

8.5 Executando Pesquisas Padrões com Variáveis Substituíveis 70
8.5.1 Única Variável Substituível 70
8.5.2 Duplo & para Variáveis substituíveis 71
8.5.3 O Comando DEFINE 72
8.5.4 O comando...
tracking img