Apolonio de tiana

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 130 (32292 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
APOLÔNIO DE TÍANA
O Filósofo, Explorador e Reformador Social do Primeiro Século depois de Cristo
G.R.S.Mead Edição de 1901

CONTEÚDO I II III IV V VI VII VIII IX X XI XII XIII XIV XV XVI XVII Introdução As Associações e Comunidades Religiosas do Primeiro Século Índia e Grécia O Apolônio das Primeiras Descrições Textos, Traduções e Literatura O Biógrafo de Apolônio Primeiros Anos As Viagens deApolônio Nos Santuários dos Templos e Retiros Religiosos Os Gimnosofistas do Alto Egito Apolônio e os Governantes do Império Apolônio, o Profeta e Taumaturgo Seu Estilo de Vida Ele e Seu Círculo De Seus Ditos e Sermões De Suas Cartas Os Escritos de Apolônio I. INTRODUÇÃO Para o estudioso das origens do Cristianismo naturalmente não há período na história ocidental de maior interesse e importânciado que o primeiro século de nossa era; e mesmo assim quão comparativamente pouco é conhecido sobre ele de natureza realmente definida e confiável. Se já é tão lamentável que nenhum escritor não-Cristão do primeiro século tenha tido intuição suficiente do futuro para registrar sequer uma só linha de informação referente ao nascimento e crescimento do que viria a ser a religião do mundo ocidental,igualmente desapontador é encontrar tão pouca informação definida sobre as condições sociais e religiosas gerais da época. Os governantes e as guerras do

Império parecem ter constituído o interesse principal dos historiógrafos do século seguinte, e mesmo neste departamento de história política, ainda que os atos públicos dos Imperadores possam ser bastante bem conhecidos, pois os podemosaveriguar por registros e inscrições, quando passamos aos seus atos e motivos privados já não nos encontramos mais no terreno da história, mas geralmente na atmosfera do preconceito, escândalo e especulação. Os atos políticos dos Imperadores e seus oficiais, entretanto, podem no máximo lançar só uma tênue luz sobre as condições sociais gerais da época, mas já não iluminam nada das condições religiosas,exceto até onde de algum modo estas contatem o âmbito da política. Também poderíamos tentar reconstruir uma imagem da vida religiosa da época a partir dos atos e editos Imperiais tanto quanto poderíamos formar alguma idéia da religião privada deste país a partir de um estudo dos estatutos e anais das sessões do Congresso. As chamadas Histórias Romanas, com as quais estamos bem familiarizados, nãopodem nos ajudar na reconstrução de uma imagem do ambiente onde, de um lado, Paulo conduziu a nova fé na Ásia Menor, Grécia e Roma; e onde, de outro lado, já a encontramos estabelecida nos distritos margeando o sudeste do Mediterrâneo. É somente reunindo laboriosamente migalhas isoladas de informação e fragmentos de inscrições que nos tornamos cônscios da existência da vida de um mundo deassociações religiosas e cultos privados que existiam neste período. Não que mesmo assim tenhamos qualquer informação muito direta do que ocorria nestas associações, guildas e irmandades; mas temos evidências suficientes para fazer-nos lamentar agudamente a ausência de um conhecimento adicional. Mesmo que este seja um campo difícil de lavrar, é extraordinariamente fértil em interesse, e é de lastimarmosque comparativamente tão pouco trabalho tenha sido feito nele até agora; e que, como ocorre tão amiúde, em sua maior parte seja inacessível ao leitor em português. O trabalho que já foi feito sobre este assunto em especial pode ser conferido através da nota bibliográfica anexa a este ensaio, na qual é dada uma lista de livros e artigos tratando das associações religiosas entre os gregos e entre osromanos. Mas se procurarmos obter uma visão geral da situação dos assuntos religiosos no primeiro século, nos encontramos desprovidos de um guia confiável; pois tratando deste assunto particular há só poucos livros, e neles aprendemos pouco, que não interessa diretamente, ou imagina-se que interesse, ao Cristianismo; enquanto que, no nosso caso, é justamente sobre o estado do mundo religioso...
tracking img