Antropologia religiosa

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1916 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
ANTROPOLOGIA RELIGIOSA


AS FORMAS ELEMENTARS DE VIDA RELIGIOSA
Definição do fenômeno religioso e da religião
Durkheim, Émile

RESUMO (pág 53 a 79)

Para termos um entendimento sobre religião, antes de qualquer coisa devemos definir bem aquilo que se entende por religião, é necessária a libertação de qualquer idéia preconcebida, para que não tratemos a religião como simples filosofia ouum sistema de idéias, é preciso perceber que a religiosidade vai além de teorias.
O ser humano é religioso “por natureza” e muito antes de ter o conhecimento da ciência, buscou respostas para seus questionamentos no sagrado e no transcendental, as nossas necessidades existenciais obrigam-nos a crer, ou a descrer de algo.
Consideremos as religiões na sua realidade concreta e procuremos aprender oque elas têm em comum, analisando tanto as religiões milenares como as mais recentes, pois não há meio lógico de excluir uns para reter outros.
Uma noção que geralmente é considerada como característica de tudo aquilo que é religioso é a de sobrenatural, ou seja, o mundo misterioso que vai além da compreensão humana e aquilo que escapa à ciência. Esse sentimento de mistério ainda desempenhaimportante papel nas religiões, sobretudo no cristianismo, voltamos ao pensamento primitivo do homem que atribui àquilo que não conhece ao sobrenatural. Aliás, a idéia de sobrenatural, tal como entendemos, é recente: ela supõe, com efeito, a idéia contrária de que é a negação e que não tem nada de primitivo.
Com o desenvolvimento científico tornaram-se explicáveis as intervenções miraculosas que osantigos atribuíram aos seus deuses, já não eram milagres, na acepção moderna da palavra, visto que a ciência e o conhecimento racional desmistificaram e deram explicação racional aos acontecimentos, mesmo assim esse conceito de sobrenatural permanece em nós e em todas as sociedades.
Outra idéia de definição da religião é a de divindade: um ser (ou seres) sobrenatural, espíritos de toda espécie ede toda ordem, a natureza, os mortos, os antepassados, os astros, etc. Seres que mantêm um laço com a humanidade e que tem o conhecimento e a capacidade de interferir na vida humana e oferecer a salvação eterna. Porventura para definirmos religião por divindade estaríamos deixando de fora grandes religiões como o budismo, na qual a presença de deuses e espíritos é secundaria, pois toda a essênciabudista está contida em quatro posições denominadas como as quatro verdades nobres, sendo que em nenhuma dessas verdades fala-se de divindade, o fiel conta apenas com ele mesmo para alcançar a salvação.
Embora se atribuam ao Buda virtudes excepcionais e poderes extraordinários ele não é considerado um deus, mas sim um homem santo, “o mais sábio dos homens”, ou seja, sua humanidade éincontestavelmente reconhecida, sendo assim podemos dizer que após a revelação de Buda aos seus seguidores sua obra foi completa não sendo ele mais fator necessário a prática dessa religião, essa concepção é antagônica ao conceito cristão, onde seria impossível a prática cristã sem Cristo, pois ele representa ao alicerce da religião.
Mas até nas religiões deístas encontramos grande número de ritos que sãoindependentes de qualquer idéia de deuses ou seres espirituais. Tomando por exemplo o povo hebreu, na Bíblia encontramos grande número de proibições, sem que se possa perceber o papel que a crença em Javé possa ter desempenhado nessas interdições, visto que não há relação entre a divindade e as proibições. Essas proibições não são exclusivas dos hebreus, mas as encontramos em diversas formas emoutras religiões.
É verdade que muitos desses ritos não têm papel positivo, mas não deixam de ser religiosos. Além disso, existem outros que exigem dos fiéis prestações ativas e positivas sem que dependam de qualquer poder divino para ter eficácia.
Assim, existem ritos sem deuses, e até ritos dos quais derivam deuses, a religião ultrapassa a idéia de deuses ou espíritos e, portanto não se pode...
tracking img