Antropelogia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 26 (6458 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Questão 2

Questão 1

Considere a charge e as afirmações.
Leia o trecho do poema de Ruth do Carmo,
extraído do livro Sobre Vida.
Tio
Meu tio está velho
e não entende
o que se fala
(ouve menos)
mas está aqui,
ali, sentadinho,
sem camisa,
magro,
os pelos do peito
esbranquiçados.
O meu velho tio olha ao redor,
às vezes trocamos ideias
(tentamos).
É correto afirmar que o eulírico
a) apresenta o tio como um peso à rotina familiar, o que se pode comprovar com os versos Meu tio está velho / e não entende o que se
fala / (ouve menos).
b) se reporta à fragilidade do tio e demonstra
afeição por ele, o que se comprova com os versos mas está aqui, / ali, sentadinho.
c) se distanciou deliberadamente do tio, o que
se comprova com os versos às vezes trocamos
ideias /(tentamos).
d) tem o tio como uma pessoa atenciosa e
cautelosa, o que pode ser comprovado com o
verso O meu velho tio olha ao redor .
e) sente que o tio tem pouco interesse pelas
pessoas, o que se comprova com os versos e
não entende / o que se fala.

alternativa B
A fragilidade do tio está expressa pelo sufixo -inho
em “sentadinho”. O mesmo sufixo também denota
a afetividade do eu lírico paracom o velho senhor.

(www.acharge.com.br)

I. O advérbio já, indicativo de tempo, atribui
à frase o sentido de mudança.
II. Entende-se pela frase da charge que a população de idosos atingiu um patamar inédito
no país.
III. Observando a imagem, tem-se que a fila
de velhinhos esperando um lugar no banco
sugere o aumento de idosos no país.
Está correto o que se afirma em
a) I apenas.
b)II apenas.
c) I e II apenas.
d) II e III apenas.
e) I, II e III.

alternativa E
No texto verbal, o advérbio "já" não só confere ao
enunciado o sentido de transformação, mas também aponta o aumento da população de idosos
para números nunca vistos anteriormente.
No texto não verbal, a elevação da quantidade de
idosos está manifesta pela "fila de velhinhos" a
disputar o mesmo banco.INSTRUÇÃO: Leia o texto, para responder às
questões de números 03 a 06.
É fácil errar quando uma empresa ou
seus dirigentes não têm clareza sobre o que
de fato significam as bonitas palavras que estão em suas missões e valores ou em seus relatórios e peças de marketing. Infelizmente,
não passa um dia sem vermos claros sintomas de confusão. O que dizer de uma empresa que mal começou a praticarcoleta seletiva

português/redação
e já sai por aí se intitulando “sustentável”?
Ou da que anuncia sua “responsabilidade social” divulgando em caros anúncios os trocados que doou a uma creche ou campanha de
solidariedade? Na melhor das hipóteses, elas
não entenderam o significado desses conceitos. Ou, se formos um pouco mais críticos, diremos tratar-se de oportunismo irresponsável, que não sóprejudica a imagem da empresa mas – principalmente – mina a credibilidade de algo muito sério e importante. Banaliza conceitos vitais para a humanidade, reduzindo-os a expressões efêmeras, vazias.

a) pode prescindir do real sentido do termo
“sustentável”.
b) já é sustentável, quando começa a fazer coleta seletiva.
c) deve fazer seu marketing desatrelado de
sua prática.
d) deve consolidarsuas práticas antes de defini-las.
e) começa mal, caso se dedique à coleta seletiva.

(Guia Exame – Sustentabilidade, outubro de 2008.)

O uso dos advérbios mal e já, indicativos de tempo, caracterizam a precipitação das empresas em
alardear seus feitos antes que estes sejam, de
fato, uma prática consolidada.

Questão 3
O texto faz uma crítica ao
a) uso inexpressivo de expressõesefêmeras e
vazias, o que coíbe a prática do oportunismo
irresponsável.
b) trabalho social das empresas, que priorizam ações sociais sem utilizarem um
marketing adequado.
c) discurso irresponsável das empresas que,
na verdade, destoa das práticas daqueles que
o proferem.
d) excesso de discursos sobre sustentabilidade e responsabilidade em empresas engajadas em assuntos de natureza social.
e)...
tracking img