Antigona

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (257 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
O texto da peça "Antígona", de Sófocles apresenta uma grande importância histórica no direito contemporâneo. 

A peça aborda os valores humanos contraditóriosambientados na esfera da coletividade, tratando-se assim de um drama não só individual mas sobretudo social. 

A história passa na cidade de Tebas. O prólogo é abatalha dos sucessores do trono de Édipo: Polinices e Etéocles. Etéocles não honra sua promessa de revezamento anual do trono com seu irmão Polinices. Ambos os irmãosmorrem, mas um deles não recebe o sepultamento.

A Antígona acreditava que a obediência ao dever familiar–religioso, segundo o qual toda família tinha o dever deenterrar piedosamente os parentes: era uma norma social, ou seja um direito individual.

A peça desenvolve um entrelaçado destes valores, num plano éticojurídico-religioso (Antígona, uma mulher, questiona Creonte, que representa o Estado). 

A idéia central é: uma só mulher pode questionar o Estado ou o Estado é inquestionável contraesta individualidade (privado versus público), ou seja, se Creonte deve escutar Antígona. 

A idéia defendida por Antígona deve ser encarada como uma fontehistórica da evolução dos direitos do homem. A questão fundamental é: Antígona representa no mundo ocidental a mãe da individualização do direito, pois na antiguidade nãohavia sequer a idéia de direitos individuais. 

O direito sagrado não cedia, não era revogado, era supremo ao tempo.

As pessoas eram subjugadas em tudo, tudo mesmo,até na inversão dos sentimentos naturais, à vontade do Estado-Cidade. Assim tudo decorria das crenças religiosas, reinando estas sobre a inteligência e as vontades.
tracking img