Anhanguera

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1188 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Analise Estruturada de sistemas










Juber Jose de Oliveira
RA: 1299876990
BSI II



Pesquisa Realizada no Google, www2.ufp.pt/~amrocha/EssencialAS.pdf –








Análise e Especificação de Requisitos:

Um completo entendimento dos requisitos do software é essencial para o sucesso de um esforço de desenvolvimento de software. Aatividade de análise e especificação de requisitos é um processo de descoberta, refinamento, modelagem e especificação. O escopo do software definido no planejamento do projeto é refinado em detalhe, as funções e o desempenho do software são especificados, as interfaces com outros sistemas são indicadas e restrições que o software deve atender são estabelecidas. Modelos dos dados requeridos, docontrole e do comportamento operacional são construídos. Finalmente, critérios para a avaliação da qualidade em atividades subseqüentes são estabelecidos.
Os principais profissionais envolvidos nesta atividade são o engenheiro de software (muitas vezes chamado analista) e o cliente / usuário.
Neste texto, dividiremos a atividade de Análise e Especificação de Requisitos
emduas outras com propósitos mais específicos, ainda que extremamente relacionadas:
• Elicitação de Requisitos: nesta atividade, os requisitos são capturados sob uma
perspectiva dos usuários, isto é, os modelos gerados procuram definir as
funcionalidades (requisitos funcionais) e restrições (requisitos não funcionais) que
devem ser consideradas para atender às necessidades dos usuários;• Análise: nesta atividade, são modelados as estruturas internas de um sistema
capazes de satisfazer os requisitos identificados.

A etapa de Elicitação de Requisitos (ou Especificação de Requisitos) é independente de paradigma, uma vez que trata os requisitos do sistema sob uma perspectiva externa.
Entretanto, a atividade de Análise, que modela as estruturasinternas de um sistema, écompletamente dependente do paradigma adotado no desenvolvimento. Assim, este texto édividido em três partes:

• PARTE I - ESPECIFICAÇÃO DE REQUISITOS: trata do levantamento e da modelagem
dos requisitos segundo uma perspectiva externa, independente de paradigma.
Nesta parte, são discutidas técnicas para levantamento de requisitos e a técnica de
modelagem de casos de uso,para modelagem dos requisitos funcionais de um
sistema.
• PARTE II - ANÁLISE ORIENTADA A OBJETOS: apresenta os principais conceitos da
orientação a objetos e a linguagem de modelagem unificada (UML) e explora a
modelagem de análise segundo o paradigma de objetos.
• PARTE III - ANÁLISE ESSENCIAL DE SISTEMAS: apresenta os principais conceitos da
análise essencial e discute a modelagem de análisesegundo o método da análise
essencial, que adota o paradigma estruturado.






A Organização deste Texto

Este texto procura oferecer uma visão geral atividade de Análise e Especificação de Requisitos e contém, além desta Introdução, mais sete capítulos, divididos em três partes.
Na PARTE I, o capítulo 2 – Técnicas de Levantamento de Requisitos – apresenta as
principais técnicasutilizadas na identificação dos requisitos de um sistema. O capítulo 3 –
Modelagem de Casos de Uso – trata da modelagem de requisitos funcionais, utilizando a
técnica de modelagem de casos de uso.
Na PARTE II, o enfoque recai sobre o paradigma orientado a objetos (OO). O capítulo
4 – Introdução à Orientação a Objetos – discute os principais conceitos da orientação a
objetos e alguns aspectos relacionadoscom o processo de desenvolvimento OO, bem como introduz a Linguagem de Modelagem Unificada (Unified Modeling Language – UML). O capítulo 5 – Análise Orientada a Objetos – discute a modelagem de análise segundo o
paradigma OO, utilizando os modelos propostos na UML.
Finalmente, na PARTE III, discute-se a Análise Essencial. O capítulo 6 – Introdução à
Análise Essencial – apresenta os principais...
tracking img