Anestesia ao uso abusivo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 36 (8829 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
RESUMO
Objetivo. Realizar uma revisão bibliográfica sobre a ketamina, enfocando aspectos químicos e farmacocinéticos, seus mecanismos de ação, efeitos farmacológicos, usos terapêuticos, bem como aborda o uso da ketamina como droga de abuso. Ketamina. Método. Estudo de revisão bibliográfica através das bases de dados Pubmed, SciELO, Lilacs e Medline, na qual foram selecionados estudos clássicos erecentes relevantes para a discussão do tema abordado. Resultados. Após análise dos artigos selecionados, conclui-se que a ketamina apresenta perspectivas promissoras. Alguns estudos demonstraram propriedades analgésicas em relação à dor pós-operatória e outros revelaram uma ação antidepressiva rápida. Além disto, a ketamina também apresentou efeitos neuroprotetores em vários estudos animais.Embora a ketamina seja um campo promissor, essas ações precisam ser melhor investigadas. Atualmente, observou-se que o seu uso não se restringe apenas à prática clínica ou pesquisa, sendo frequentemente utilizada como droga de abuso pelos jovens em festas como um potente alucinógeno. Conclusão. Pesquisas sobre o uso recreacional da ketamina também são necessárias, especialmente no Brasil, assim comodados que mostrem a morbidade e mortalidade pelo uso desta substância como droga de abuso.
Unitermos. Ketamina, Anestesia, Analgesia, Depressão, Drogas de Abuso.
Citação. Silva FCC, Dantas RT, Citó MCO, Silva MIG, Vasconcelos SMM, Fonteles MMF, Viana GSB, Sousa FCF. Ketamina, da anestesia ao uso abusivo: artigo de revisão.
ABSTRACT
Objective. To do a bibliographic review about ketamine,focusing chemical and pharmacokinetical aspects, and its mechanisms of action, pharmacological effects, uses on therapeutic practice and approach ketamine uses as abuse drug. Method. In the present study, a literature review on ketamine was performed using the database electronic Pubmed, Medline and Lilacs. Relevant classic and recent studies related to the ketamine theme were selected. Results. Afteranalysis of the selected studies, promising prospects for ketamine were identified. Some studies have demonstrated analgesic properties in relation to postoperative pain, while other revealed a rapid antidepressant action from ketamine. Furthermore, this drug also showed neuroprotective effects in several animal studies. However, such actions need to be better investigated. Recently, it has beenobserved that ketamine use is not restricted only to clinical practice or research. It has also been often abused for its hallucinogenic properties by teenagers and young adults at dance parties. Conclusion. So, researches on recreational use of ketamine, as well as data showing morbidity and mortality from its use as a drug of abuse are also necessary.
Keywords. Ketamine, Anesthesia, Analgesia,Depression, Drug Abuse.
Citation. Silva FCC, Dantas RT, Citó MCO, Silva MIG, Vasconcelos SMM, Fonteles MMF, Viana GSB, Sousa FCF. Ketamina, da anestesia ao uso abusivo: artigo de revisão.
Trabalho realizado no Departamento de Fisiologia e Farmacologia da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Ceará (UFC), Fortaleza-CE, Brasil.
228 Rev Neurocienc 2010;18(2):227-237
revisão
INTRODUÇÃOO uso de drogas psicoativas não é um evento novo no repertório humano, mas uma prática milenar e universal, não sendo, portanto, fenômeno exclusivo da época em que vivemos. Na antiguidade, drogas originárias de plantas eram usadas como medicação para as mais diversas doenças. Drogas também eram usadas em homenagem aos deuses em rituais sagrados. A partir do século XVI, o uso de drogas entrou emnova fase: com a Era das Navegações, os europeus entraram em contato com diferentes culturas, sobretudo quando colonizaram o continente americano, entrando pela primeira vez em contato com a cocaína usada pelos nativos do Andes, com o tabaco que já era usado pelas tribos indígenas da América do Norte, com o haxixe quando faziam comércio com os árabes e com o ópio no Extremo Oriente1,2.
A partir...
tracking img